5 características que todas as músicas de louvor deveriam ter

Podemos louvar a Deus com muitas músicas diferentes. Não existe nenhum “estilo sagrado” na Bíblia. As pessoas louvavam a Deus tanto com músicas alegres, com ritmo e dança, como com músicas mais calmas e contemplativas.

Independentemente do estilo musical, existem algumas caraterísticas importantes que a música de louvor deve ter:

1. Mensagem bíblica

Mesmo não usando as palavras exatas da Bíblia, a mensagem da música deve concordar com o que a Bíblia diz. A música de louvor é também um método de ensino.

Por exemplo:

“Não vou ter dificuldades, nem sofrer tentação,

Porque Jesus agora mora no meu coração”

Essa letra não é bíblica! A Bíblia ensina que o crente enfrenta muitas dificuldades (João 16:33). Precisamos ter cuidado com letras erradas, porque podem induzir muitas pessoas ao erro.

Veja aqui: o que Deus diz sobre a música?

2. Foco em Deus

Sim, podemos cantar sobre nossa caminhada pessoal, a batalha espiritual e ganhar almas, mas o foco de todo louvor e adoração deve ser sempre Deus. Sem Deus, a mensagem da Bíblia (e das músicas de louvor) não tem sentido nem utilidade.

As melhores músicas de louvor, que perduram por muitos anos, são resultado de um relacionamento íntimo com Deus. Esse relacionamento se reflete na letra (Efésios 5:18-20).

Veja também: o que é louvor?

3. Boa estrutura

Uma música mal estruturada não flui. Uma letra que não “cabe” direito dentro da melodia causa confusão. Quem canta tem dificuldade em louvar a Deus de todo coração e de todo entendimento, porque fica atrapalhado com a estrutura estranha. Alguns elementos importantes da estrutura são:

  • O ritmo – deve ser constante, sem mudanças inesperadas
  • A métrica – a quantidade de sílabas deve coincidir com a melodia tocada; tentar colocar sete sílabas no espaço de quatro é crime!
  • A acentuação – sempre que possível, as palavras devem ser acentuadas nos lugares corretos; letras como “Meu salVÁdor, reDÊNtor, fui justiFÍcado” são confusas

Queremos dar nosso melhor para Deus. Ele merece um pouco de empenho na escrita da música (Salmos 33:3).

4. Letras que as pessoas entendem

Jesus sempre usava imagens que as pessoas de seu tempo entendiam. Palavras estranhas não são mais espirituais.

Por exemplo: “Joevá Rafá” significa “o Senhor cura”. Como quase ninguém entende hebraico, é importante explicar o que significa. Seria melhor dizer em português.

5. Melodia que todos podem cantar

Uma música de louvor para cantar na igreja é diferente de uma música para o CD de um cantor. Não é uma música só para profissional cantar. O louvor na igreja é para todos participarem. Para que todos possam cantar, a melodia precisa ser simples e fácil de seguir.

Nota: as letras nesse artigo foram todas inventadas, não foram tiradas de nenhuma música em particular.