Qual é a origem do Natal?

O Natal tem origem na vontade de celebrar o nascimento de Jesus. Os cristãos queriam celebrar a vinda de Jesus ao mundo, por isso escolheram o dia 25 de dezembro para lembrar esse acontecimento. Ao longo da História, muitas festas diferentes têm sido celebradas nessa época.

Ninguém sabe a data exata quando Jesus nasceu. Por isso, alguns séculos depois, os cristãos escolheram uma data para lembrar do nascimento de Jesus. Com o tempo, o Natal se tornou uma festa muito popular e ficou fixado no dia 25 de dezembro. No entanto, em alguns lugares, o nascimento de Jesus é celebrado em outra data, como o dia 6 de Janeiro.

O objetivo principal do Natal sempre foi, desde o início, celebrar o nascimento de Jesus, que veio para salvar o mundo (Lucas 2:10-11). Outras tradições, como oferecer prendas, se juntar em família e fazer festas, foram sendo acrescentadas com o tempo. As tradições do Natal mudam mas continua a ser a celebração da vinda de Jesus ao mundo.

Descubra aqui: cristãos devem celebrar o Natal?

O Natal tem origem pagã?

É difícil dizer se a celebração do Natal tem origem pagã ou se foi criada para lutar contra o paganismo. Quando a festa do Natal surgiu, já havia várias outras festas nessa altura do ano, relacionados com o inverno, o solstício ou grandes eventos. Mas o Natal se tornou muito maior que essas festas, à medida que o Cristianismo crescia.

Os romanos tinham duas festas pagãs por volta dessa altura, em dezembro, relacionadas com seitas pagãs diferentes. Essas festas tinham coisas parecidas com a festa do Natal, como oferecer prendas, mas também envolviam muito excesso e depravação, um pouco como o Carnaval. O Natal pode ter surgido como uma alternativa mais santa a essas festas, focando a atenção das pessoas em Jesus, não no pecado.

Por outro lado, não eram só os pagãos que tinham uma festa especial em dezembro. Os judeus também tinham (e ainda têm) uma festa chamada Hanukkah, celebrando a purificação do templo depois de uma tentativa de destruir o Judaísmo. Essa festa já era celebrada no tempo de Jesus e pode ter sido uma influência na criação do Natal (João 10:22-23).

Existe ainda a possibilidade que os cristãos achavam que Jesus nasceu mesmo nessa altura do ano. Uma tradição antiga sugere que Maria ficou grávida de Jesus por volta do fim de março. Logo, Jesus teria nascido nove meses depois, no fim de dezembro. Então, as datas do Natal e de outras festas podem ser apenas coincidência.

Não dá para ter certezas sobre a origem do Natal. Existiam festas pagãs antigas em todas as alturas do ano. Mesmo se o Natal fosse celebrado em outra altura do ano, é provável que coincidisse com outra festa. Como acontece com todas as festas, a forma como se celebra o Natal é influenciada pela cultura e as tradições locais.

Veja também: qual é o verdadeiro significado do Natal?

Atualmente, o Natal é uma festa pagã?

Não, hoje em dia o Natal não é uma festa pagã. O tema principal do Natal continuava a ser o nascimento de Jesus. O Natal somente é uma festa pagã para quem faz festa sem pensar em Jesus nesse dia. Para aqueles que celebram Jesus, o Natal é uma festa cristã.

A natureza do Natal depende de cada pessoa que a celebra. Você pode focar mais em coisas secundárias, como festas, família e prendas, ou pode focar mais em Jesus, que veio para lhe salvar. Ou então você pode tratar o Natal como outro dia qualquer. A decisão é sua. Mas quando pessoas se juntam para adorar Jesus e se alegrarem, não existe nada de pagão nisso.