Como reagir ao bullying? Qual deve ser a atitude do cristão?

O bullying é um grande problema atualmente, que precisa ser combatido. A Bíblia nos ensina que não devemos ignorar o bullying.

Bullying acontece quando uma pessoa ou um grupo de pessoas intimidam outra fisicamente ou verbalmente. O bully usa a violência e o medo para ganhar poder sobre outras pessoas. Isso é errado. Vítimas frequentes de bullying ficam com baixa auto-estima e sentem muito medo e desconfiança. Muitas vítimas de bullying cometem suicídio por causa de seu sofrimento.

Para reagir de maneira bíblica ao bullying, é preciso:

Reconhecer o problema

Bullying não é uma brincadeira e não deve ser ignorado! Fingir que o problema não existe não vai ajudar. Muito bullying acontece porque ninguém reconhece que é errado.

A vítima de bullying precisa saber que o que está acontecendo é errado. A culpa não é sua. Ninguém tem o direito de intimidar, agredir nem destruir a vida de outra pessoa. A vítima tem todo direito de se sentir triste e zangada. A vítima merece compreensão e apoio.

Entender sua identidade em Cristo

Não importa o que outras pessoas dizem, você é amado! Jesus ama você incondicionalmente. Isso significa que nada pode fazer Jesus lhe amar menos. Jesus lhe ama tanto que ele morreu na cruz por você. Não há amor maior que esse (João 15:13).

Você é muito especial. Toda a pessoa que diz que você não vale nada está mentindo. Deus NUNCA mente e Ele diz que:

  • Você reflete a beleza e a glória de Deus – Gênesis 1:27
  • Deus sabe tudo sobre você e lhe ama – Salmos 139:1-3
  • Deus está com você e nunca lhe vai abandonar – Salmos 139:7-10

Leia aqui: segundo a Bíblia quem sou eu?

Amar os inimigos

Amar os inimigos significa entender que o bully é uma pessoa, como você (Mateus 5:44-45). Ele também é amado por Deus. Deus não aprova o que o bully faz mas Ele o ama. O bully também precisa de Jesus.

Você pode orar a Deus, pedindo que o bully entenda que está agindo de maneira errada e se arrependa. Ore para que ele conheça Jesus e mude de vida.

Veja também: como posso perdoar?

Não revidar

Quando alguém nos humilha ou machuca, dá vontade de fazer o mesmo com ele. Mas isso não é a solução. Por isso, é bom “morder a língua” (Romanos 12:17-19).

Muitos bullys foram eles próprios vítimas de bullying. O bullying é um ciclo vicioso que só é quebrado quando alguém decide não retrucar com a mesma moeda (Romanos 12:21).

Confrontar de maneira segura

O bully precisa saber que você não vai aceitar o que ele está fazendo. Muitas vezes, simplesmente agir de forma mais confiante e dizer “não” acaba com o bullying.

Às vezes é preciso confrontar o bully face a face. Para sua segurança, peça a uma pessoa mais velha ou com mais autoridade para ir com você. Tente ter uma conversa calma com o bully, explicando que você quer seu bem mas não vai aceitar o que está fazendo. Não fique irado nem se descontrole. Mostre que você é forte e ele não lhe pode afetar. Se a situação ficar perigosa, saia dali.

Lutar contra o bullying

Quando você vê alguém sofrendo bullying, não fique parado! Defenda a vítima (Salmos 72:4). Bullys só atacam se pensam que são mais fortes. Tenha coragem e dê força à vítima, enfrentando o bully juntos.

Se você vê um de seus amigos fazendo bullying, fale com ele e explique que é errado (Mateus 18:15). Se você tem filhos, ensine-os que o bullying é errado. Onde você tem influência, trabalhe para que não sejam criados mais bullys.