Coronavírus: como cristãos devem agir perante uma pandemia segundo a Bíblia?

Como cristãos, agimos com fé! Não devemos deixar o medo, a ansiedade tomar conta de nós. “pois o amor lança fora todo medo” (1 Pedro 5:7; 1 João 4:18)). Não podemos esquecer que nada foge ao controle do Senhor!

A palavra "pandemia" é usada para dar um sinal de alerta em situações na qual uma doença ameaça infectar muita gente de maneira simultânea em vários locais do mundo. Um exemplo disso é a gripe suína que matou milhares de pessoas em 2009.

Este vírus recente, o coronavírus, tem essas características, pelo que já se sabe pela Organização Mundial da Saúde (OMS), por isso foi classificado como pandemia.

Como cristãos, diante dessa situação, podemos refletir sobre alguns pontos:

1. Reconhecendo que o Ser Humano é frágil e não tem controle

Esta pandemia que está causando uma crise a nível global em praticamente todos os setores, mostra como nós, seres humanos, somos fracos. Somos confiantes, achamos que conseguimos por nós mesmos.

“Ensina-nos a contar os nossos dias para que o nosso coração alcance sabedoria” (Salmos 90:12).

Podemos arriscar dizer que, algumas pessoas, de alguma maneira, gostam de estar no controle, criar o próprio destino ou sorte. Fato é que, há algumas coisas que podemos ter um certo controle como por exemplo, controlar nosso corpo por meio de treinamento e medição, usar um celular para movimentar dinheiro com um toque.

Talvez esse “certo controle” seja uma ilusão, talvez a pandemia que o coronavírus trouxe abriu nossos olhos, mostrando, na verdade, que nós não estamos no controle.

2. Clamando e orando ao Senhor com fé e sem medo

Quando se fala na palavra pandemia, qual a reação seguinte? Concordamos que é mais fácil dizer que ficamos com medo, até mesmo em pânico. Parece que, automaticamente, surge uma maneira de enxergar o vírus em todo lugar, no ar que respiramos, em cada contato com pessoas, no meu celular, no meu computador.

Por outro lado, esta pandemia pode estar fazendo que, nós como cristãos, estejamos a ser desafiados para olhar e reagir de outra maneira: com fé! Fé em Jesus, no Senhor, que é nosso bom pastor, dá a vida pelas ovelhas e é a ressurreição e vida (João 10:11; João 11:25).

O Senhor está no controle de tudo, inclusive desta pandemia e, só Ele pode nos guiar através desta situação. Como cristãos, confiemos no Senhor, tenhamos fé e não medo!

Como cristãos, há algo que todos podemos fazer: podemos clamar, orar ao nosso Senhor (Jeremias 33:3; Salmos 27:7; Salmos 50:15)!

Podemos clamar por nossas autoridades e governos (1 Pedro 2:13-17). Podemos orar pelas equipes de médicos, enfermeiros que estão na linha de frente, dando sua vida pelos outros. Podemos orar pelas pessoas que estão infectadas, pelos idosos, por pessoas em áreas de risco.

Podemos orar para que o Senhor nos guarde, nos proteja e, que Sua misericórdia venha sobre nós.

3. Lembrando o que importa mesmo

Todos nós temos nossos afazeres e, geralmente é tão corrido que podemos correr o risco de não conseguir distinguir o que é importante e urgente. Reuniões, estarmos envolvidos em projetos, trabalhos, além da nossa lista de desejos, de viajar para uma praia, ter uma casa nova. Podemos correr o risco de nos perdermos em nossa vida (Eclesiastes 1:2).

Pode ser que esta situação de crise, de pandemia, esteja a nos lembrar do que realmente importa, o que devemos nos preocupar e, o que é sem sentido, sem importância. Aquilo que mais gostamos, seja esporte, seja reformas na casa, carro novo ou as publicações nas redes sociais, talvez não seja o que importa mesmo.

Então, pode ser que esta situação toda, e, o Senhor, esteja nos ensinando algo, o que importa de verdade!

4. Reconhecendo o verdadeiro problema da humanidade

Antes de pensarmos em se temos esperança ou não diante desta situação de coronavírus, vamos pensar em algo mais profundo: Que Jesus veio, viveu entre nós e nos deu um alerta muito importante acerca de um vírus mais mortal e que já tinha sido espalhado e havia infectado todos os homens: o pecado!

O que Deus diz sobre pecado?

Este vírus não acaba na morte física, mas na morte eterna. Os seres humanos, segundo a Bíblia, já estão numa pandemia com o nome de pecado. Então, podemos agora pensar qual nossa esperança diante disso? (Salmos 33:20)

Como cristãos, sabemos que o Senhor enviou Seu Filho Jesus para morrer por cada um de nós (João 3:16). Que Jesus veio, neste mundo com este vírus com nome de pecado, viveu entre doentes, respirou mesmo ar, comeu mesma comida, morreu afastado, mas com Sua morte veio a cura.


“Disse-lhe Jesus: "Eu sou a ressurreição e a vida. Aquele que crê em mim, ainda que morra, viverá; e quem vive e crê em mim, não morrerá eternamente. Você crê nisso?” (João 11:25-26).

5. Reconhecendo que o Senhor está no controle de todas as coisas

Tudo passa nesta vida: governos caem, países lutam entre si, homens e mulheres entram em desespero mas, o Senhor permanece inabalável. Ele está assentado no Seu trono (Apocalipse 5:13). Ele age na história, no momento certo e é por isso que devemos colocar nossa confiança, fé, dependência em Deus, nosso Senhor, pois nada pode impedir o agir Dele (Isaías 43:13).

Se ficarmos pensando e vendo só noticias na televisão ou internet a respeito desta pandemia, corremos o risco de ficar sem esperança alguma ou, com muito pouca. Ficaremos, provavelmente em depressão, preocupados.

Sem dúvida devemos fazer nossa parte humana de prevenção, ouvir recomendações do governo e autoridades, evitar o contágio, mas nunca isso pode e deve nos deixar em pânico, especialmente como cristãos.

Devemos sim, ser agentes de boa novas, anunciando esperança e um Salvador de um Reino de paz e amor.

“Não fique ansioso por nada, mas em todas as situações, por oração e petição, com ações de graça, apresente seus pedidos a Deus. E a paz de Deus, que transcende todo entendimento, guardará seus corações e suas mentes em Cristo Jesus ”(Filipenses 4.6-7).

Na perspectiva do "fim dos tempos", em Lucas 21:11, o Senhor nos traz à memória algo sobre no qual, como cristãos, não podemos nos esquecer e precisamos reforçar: Nada foge ao controle do Senhor!

As palavras de Jesus em Mateus 24:6 podem, até, assustar um pouco, mas não é para ser assim. É necessário que essas coisas aconteçam. Isso vai ocorrer antes do regresso de Jesus quando vier buscar todos seus discípulos.

“O Senhor é nosso refúgio e fortaleza” como diz o Salmos 46:1. Ele é o único que pode nos proteger e nos dar vitória, independentemente, do tamanho da crise ou pandemia. Estamos seguros com o Senhor e nada pode nos tirar isso (Romanos 8:35-39).

Leia também:

O que a Bíblia diz sobre o fim dos tempos?

O que a Bíblia diz sobre a doença?