Cristão pode fazer greve?

Sim, cristão pode fazer greve, quando cumpre a lei, a causa é justa e outros métodos pacíficos falham. A greve é um recurso de última instância que serve para corrigir abusos por parte do patronato. Os empregados só devem recorrer à greve quando não têm mais opções. A Bíblia não condena a luta pacífica pela justiça.

O cristão deve sempre se submeter?

A Bíblia diz que devemos nos submeter às autoridades (Romanos 13:1). Isso significa que devemos fazer o nosso trabalho bem e respeitar nossos chefes. O cristão não é um desordeiro que gosta de provocar confusão nem causar danos a outros. A ética normal de trabalho do cristão promove sempre a excelência.

Por outro lado, a Bíblia diz que devemos lutar pela causa dos oprimidos (Isaías 1:17). Cada cristão pode escolher se submeter a opressão individual mas tem o dever de defender outros. Quando uma pessoa oprime outra, quem tem poder para mudar a situação e não faz nada comete pecado. Uma greve nunca é uma questão individual; trata de situações de injustiça coletiva.

Veja também: um cristão deve se envolver em política?

Fazer greve é justo?

Depende a da situação. Por vezes permitir que a injustiça continue causará mais problemas que uma greve. A greve prejudica o patronato temporariamente para resolver uma situação de injustiça permanente. Isso não significa que todas as greves são justas.

Antes de decidir se é justo participar da greve, se informe:

  • Quais são as reivindicações? A causa é justa e importante? Você concorda que a situação tem de mudar?
  • Outros métodos de negociação falharam? Esse assunto já foi discutido? O patronato se recusa a ouvir razão?
  • A greve pode fazer uma diferença? Tem força suficiente para mudar a situação ou só vai causar confusão?

Se a greve é justa, o cristão não se deve sentir culpado se participar. A greve é uma forma pacífica e legítima de resolver injustiça. Por exemplo, sem recurso a greve as mulheres nunca teriam conseguido o direito de igualdade salarial. Às vezes não podemos ficar indiferentes.

Qual deve ser a atitude do crente na greve?

O crente deve sempre tomar uma posição pacífica e estar pronto para negociar. É importante evitar extremos e violência. A justiça é muito importante mas a paz também é (Mateus 5:9).

Sua atitude durante uma greve vai afetar seu testemunho. Saiba como defender sua posição sobre a situação de uma forma moderada e sensata, sem insultar ninguém. Procure compreender o outro lado da questão e promova a resolução do conflito.