Diferença entre ateus e agnósticos

Um ateu não acredita na existência de Deus, enquanto que um agnóstico não sabe se existe ou não. Na crença do ateu, o sobrenatural não existe, mas o agnóstico admite que poderá existir, embora não seja possível provar isso.

Muitas vezes o agnosticismo é confundido com o ateísmo, mas são posições diferentes.

Agnóstico

“Agnóstico” significa “sem conhecimento”. Os agnósticos acham que não é possível saber se Deus existe.

O agnóstico aceita que é possível que o divino ou o sobrenatural possa existir. Ele sabe que seu conhecimento é limitado e que existem muitas coisas que ele não sabe nem entende. Entre as coisas desconhecidas poderá haver espaço para o sobrenatural. Para o agnóstico, Deus é um mistério.

Veja aqui mais sobre o agnosticismo e a Bíblia.

Ateu

O nome “ateu” significa “sem Deus”. Os ateus não acreditam em nenhuma divindade.

O ateu não acredita sequer na possibilidade de Deus. Ele acha que é claro que o sobrenatural não existe e rejeita completamente a ideia que há forças espirituais que interferem no nosso mundo. Ele não vê nenhuma evidência do divino, logo não acredita no divino. Para o ateu, todas as religiões são apenas superstição para explicar fenômenos naturais que as pessoas não entendem.

Descubra aqui mais sobre o ateísmo.

Ateísmo, agnosticismo e a Bíblia

A Bíblia diz que Deus existe e que Ele criou o mundo. E vai mais longe: a existência de Deus é óbvia e somente o tolo acha que Deus não é real! (Salmos 53:1-2; Romanos 1:20-21) Deus se revela de várias maneiras e, através de Jesus, todos podemos conhecê-lo.

Em Jesus encontramos a solução tanto para o ateísmo quanto para o agnosticismo. Deus se revelou a nós através de Jesus, mostrando Seu poder e Sua glória (Hebreus 1:3). Jesus é a ponte entre nós e Deus. Por causa dele, podemos nos aproximar de Deus e conhecê-lo (João 14:6-7).