Quem são as Filhas de Jó?

As Filhas de Jó são uma organização associada à maçonaria, para moças jovens. A organização promove o desenvolvimento do carácter das moças mas também as inicia em algumas práticas maçónicas. Por causa de sua ligação com a maçonaria, não é bom se envolver com as Filhas de Jó.

A organização das Filhas de Jó tem como objetivo educar moças entre os 10 e os 20 anos, que ainda não têm idade para integrar a maçonaria ou alguma outra organização associada. O nome do grupo vem de uma interpretação forçada de Jó 42:15, que fala sobre as três filhas que Jó teve depois que Deus o restaurou.

Depois de seu sofrimento, Deus devolveu tudo a Jó. Ele até teve outros sete filhos e três filhas! Essas filhas ficaram conhecidas por serem muito bonitas. A organização das Filhas de Jó usa o livro de Jó e o versículo sobre suas filhas como inspiração.

O que as Filhas de Jó fazem?

As Filhas de Jó se reunem para aprender lições de moral baseadas nas crenças da maçonaria, misturadas com o livro de Jó. Além disso, realizam atividades para diversão e fazem algumas obras sociais.

Usando uma interpretação do livro de Jó, as moças que integram as Filhas de Jó aprendem que é através das boas obras e do bom carácter que as pessoas chegam à salvação. Elas aprendem que as três filhas de Jó não eram apenas bonitas mas também justas, por isso receberam herança com os irmãos. As participantes são convidadas a serem justas como as filhas de Jó.

Durante as reuniões das Filhas de Jó, realizam-se vários rituais e gestos simbólicos. Também têm alguns gestos secretos, que somente as iniciadas podem aprender. Cada membro tem de jurar manter segredo sobre o que acontece. Somente membros do grupo, familiares ou maçons podem atender as reuniões. E somente moças que têm parentes ou padrinhos ligados à maçonaria podem se tornar membros.

Veja também: um cristão pode ser maçom?

As Filhas de Jó e a Bíblia

À primeira vista, a organização das Filhas de Jó parece ser inofensiva. O grupo não tem nenhum ritual de iniciação humilhante, como acontece na maçonaria, e seus ensinamentos não promovem a violência nem a idolatria. No entanto, as Filhas de Jó têm alguns perigos sérios.

O primeiro grande perigo é sua ligação com a maçonaria. Um dos objetivos das Filhas de Jó é integrar mais tarde as participantes em um grupo maçônico mais sério. O que começou como uma brincadeira se torna gradualmente mais perigoso, à medida que a pessoa se aprofunda mais na maçonaria. A participação nas Filhas de Jó faz a maçonaria parecer inofensiva, quando na verdade é completamente anti-bíblica.

A Bíblia diz que tudo que está escondido será revelado (Marcos 4:22-23). Jesus oferece a verdade para todos, não apenas para um pequeno grupo de iniciados com conhecimento especial. As coisas que precisam ser escondidas de outras pessoas são coisas erradas. Ter de jurar segredo sobre os rituais praticados não é bom.

Além disso, as Filhas de Jó aprendem que podem alcançar a salvação pelas obras. Esse ensinamento maçônico é errado! Ninguém consegue ser tão bom ao ponto de cancelar seus próprios pecados. Somente a fé em Jesus nos salva (Efésios 2:8-9). As Filhas de Jó distorcem os ensinamentos da Bíblia (e particularmente do livro de Jó). E não existe nenhuma descrição do carácter das três filhas de Jó.

Também é preciso considerar o lado espiritual. Ao jurarem fidelidade às Filhas de Jó, as participantes se colocam debaixo da autoridade espiritual da organização e, indiretamente, da maçonaria. Como a autoridade espiritual por trás da maçonaria não é Cristo, isso não é seguro. Não devemos nos colocar debaixo da influência de nenhum outro espírito que não seja Deus (1 Coríntios 10:21).