Na Santa Ceia deve haver apenas um pão e apenas um cálice?

A Bíblia não tem regras específicas sobre como o pão e o vinho devem ser distribuídos durante a Santa Ceia. Não há nenhuma exigência para que haja só um pão ou só um cálice. O mais importante é o significado da Ceia, não os detalhes exatos do ritual.

Como a Santa Ceia era administrada na Bíblia?

Jesus estava jantando com seus discípulos quando instituiu a Santa Ceia. Não havia nada preparado especialmente para esse ritual. Jesus pegou um pão, orou e o partiu, distribuindo pedaços aos discípulos, dizendo que era seu corpo. Eles comeram e Jesus pegou em um cálice com vinho, orou e o deu aos discípulos, dizendo que era seu sangue (Mateus 26:26-28).

Mais tarde, a igreja primitiva celebrava a Santa Ceia provavelmente de maneira semelhante. Eles se reuniam em suas casas para jantar e tomar a Ceia. A Ceia não servia para encher a barriga, era um ato simbólico para lembrar a morte e ressurreição de Jesus. A Bíblia não diz claramente se usavam um só pão ou um só cálice. Entre os grupos mais pequenos é provável que teria sido assim.

Leia aqui: qual o significado da Santa Ceia?

Por que há diferentes formas de celebrar a Santa Ceia?

As diferentes formas de celebrar a Ceia provavelmente surgiram com o aumento do tamanho dos grupos. Em uma igreja com muitas pessoas um só pão e um só cálice não seria suficiente para todos. Dividir de antemão em porções individuais também poupa tempo e confusão em grupos grandes. Algumas igrejas também acham bom usar porções individuais para diminuir o risco de contágio com doenças infeciosas.

Veja também: quem pode tomar a Santa Ceia?

Usar um só pão e um só cálice serve principalmente para representar a união da igreja, que é o corpo de Cristo. Em algumas igrejas onde se usam porções individuais, os membros trocam cálices ou se cumprimentam para demonstrar essa união. Qualquer que seja a forma de distribuição da Santa Ceia, o importante é lembrar a união que temos pelo sacrifício de Jesus (1 Coríntios 11:26).