O que a Bíblia diz sobre o dízimo?

O dízimo na Bíblia era uma prática do Velho Testamento mas o crente hoje ainda é convidado a ofertar a Deus. Na Bíblia, dar o dízimo é uma forma de agradecer a Deus. O dízimo sustentava o templo, os sacerdotes e levitas e os pobres.

O que significa dízimo?

Dízimo significa “décima parte”. Os judeus davam a décima parte de seu rendimento a Deus. Se fosse no Brasil, significa que por cada 10 reais que a pessoa recebia no salário, daria 1 real a Deus. Se ganhasse 1000 reais, daria 100 mas se só ganhasse 10, daria 1.

No tempo do Velho Testamento as pessoas viviam principalmente da agricultura. Não havia muito dinheiro e as transações eram feitas trocando um produto por outro. Por isso, os dízimos eram principalmente dados em produtos agrícolas, como ovelhas, farinha e azeite (2 Crônicas 31:5). Quem não podia transportar os produtos para o templo podia vendê-los e entregar o dinheiro.

Para que servia o dízimo?

O dízimo era uma ordenança para os judeus e servia para agradecer a Deus. A Bíblia ensina que tudo que temos é dado por Deus. Deus é o verdadeiro dono de tudo no mundo (Jó 41:11). Dar o dízimo era uma forma de reconhecer que seu sustento depende de Deus, não de sua riqueza.

O dízimo também servia para sustentar o templo. O templo às vezes precisava de obras de reparação e os dízimos cobriam as despesas. O dízimo também sustentava os sacerdotes e levitas, que não receberam terra de herança como os outros israelitas; eles eram os líderes religiosos e se dedicavam ao serviço do templo e a ensinar as Escrituras ao povo.

O dízimo também tinha uma função social. Na Bíblia o amor a Deus sempre está ligado ao amor amor ao próximo. Por isso, uma parte dos dízimos era dada aos pobres, para aliviar sua situação (Deuteronômio 14:28-29. Dar o dízimo era uma forma de mostrar misericórdia e criar igualdade social.

O dízimo é um mandamento para o cristão?

Não, o dízimo não é um mandamento para o cristão mas é recomendado. Jesus não nos ordenou dar o dízimo mas nos ensinou sobre a importância de ofertar.

Veja também: Jesus dizimou?

As ofertas do cristão devem ter a mesma função que o dízimo:

  • Agradecer a Deus – nosso sustento vem de Deus e não devemos ficar presos pelo amor ao dinheiro – Mateus 6:24
  • Cobrir as despesas da igreja – o bom senso dita que quem quer usufruir da igreja deve ajudar com as despesas
  • Sustentar os obreiros – quem trabalha servindo a igreja merece ser sustentado pela igreja – veja aqui: pastor deve receber salário?
  • Ajudar os mais necessitados – o cristão deve ajudar seus irmãos mais pobres

O dízimo é apenas uma quantidade recomendada, que não é pesada demais. Os primeiros cristãos não se limitavam ao dízimo; davam muito mais, de acordo com as necessidades da igreja (Atos dos Apóstolos 4:34-35). O Novo Testamento dá algumas recomendações sobre como ofertar:

  • De acordo com suas possibilidades – Deus não quer que você dê mais do que consegue – 2 Coríntios 8:12-13
  • Regularmente – é bom criar o hábito de ofertar com regularidade – 1 Coríntios 16:1-2
  • Com alegria – ofertar não é uma obrigação, é uma bênção, porque significa que Deus providenciou! - 2 Coríntios 9:7