O que significa nirvana?

Nirvana é um conceito do budismo e do hinduísmo que significa um estado de pureza, compreensão e libertação dos problemas da vida. Quem atinge o nirvana fica livre do ciclo de reencarnação. O nirvana não é um conceito bíblico.

Segundo o budismo e o hinduísmo, todos os seres vivos estão presos dentro de um ciclo de reencarnação, tendo muitas vidas. As ações de cada indivíduo durante sua vida definem o que será na próxima vida. O nirvana é o estado de libertação desse ciclo, atingindo paz total.

Para atingir o nirvana, é preciso se libertar das preocupações, da ira e dos apegos às coisas deste mundo. Também é preciso se libertar do ego (sentimento de identidade individual). A pessoa que atinge o estado de nirvana chega ao pleno conhecimento e sente paz total, porque está unida a tudo que existe.

No hinduísmo, o nirvana se atinge entrando em contato com Brahma, o deus que liga o universo todo. O budismo não fala sobre deuses, focando mais nas ações da pessoa para atingir o nirvana.

Veja aqui: o que é o budismo? Os budistas acreditam em quê?

A Bíblia fala sobre nirvana?

Não, a Bíblia não fala sobre nirvana. De acordo com a Bíblia, o conceito de nirvana não é correto. A Bíblia diz que apenas vivemos uma vez (Hebreus 9:27). Não existe reencarnação, por isso não precisamos de nos libertar de um ciclo sem fim de vidas.

Veja também: o que a Bíblia diz sobre reencarnação?

A Bíblia ensina que o sofrimento é resultado do pecado. A única forma de ficarmos livres do pecado é aceitando Jesus como salvador (Romanos 8:1-2). Não podemos atingir a liberdade por nossas ações. No Céu os crentes ficarão totalmente livres do sofrimento (Apocalipse 21:3-4). Até lá, podemos encontrar paz em Jesus.

A Bíblia não nos chama a apagar completamente nossa identidade nem a largar todos os apegos desta vida. Quando submetemos nossa identidade e nossos afetos a Deus, podemos desfrutar do mundo de forma boa.