Quem foi Evil-Merodaque?

Evil-Merodaque foi um rei que governou a Babilônia por um curto período de tempo. Na Bíblia há uma breve citação sobre o seu reinado.

Beroso, sacerdote caldeu, relata que Evil-Merodaque governou a Babilônia por 2 anos (de 562 a.C. a 560 a.C.). Já escritos como o de Flávio Joséfo apontam para um período maior, aproximadamente 8 anos.

O nome Evil-Merodaque tem variantes como: Evil-Marduque e Amel-Marduque. Ambos significam “homem do deus Marduque” ou "devoto de Marduque". Marduque (Marduk ou Merodaque) era um dos principais deuses da Babilônia e foi citado em uma das profecias de Jeremias (Jeremias 50:2).

O jovem Evil-Merodaque era filho do rei Nabucodonosor II. Evil-Merodaque teve o seu governo marcado por embates com classe de sacerdotes da época. O soberano da Babilônia foi assassinado em um golpe arquitetado pelo seu próprio cunhado, Neriglissar (ou Niglizar).

Saiba: Quem foi Nabucodonosor?

Evil-Merodaque na Bíblia

A Bíblia não relata detalhes sobre a vida de Evil-Merodaque, mas apesar do seu breve governo, o jovem soberano interferiu de maneira relevante na história dos judeus. A Bíblia relata que Evil-Merodaque mandou libertar o rei Joaquim da prisão, no qual estava cativo há aproximadamente 37 anos.

Veja: O que é a Babilônia?

Além disso, Evil-Merodaque colocou o rei o Joaquim de Judá em destaque entre outros reis na Babilônia, dando-lhe acesso a mesa real em uma espécie de pensão alimentar vitalícia (2 Reis 25:27-30 e Jeremias 52:31-34).

A Bíblia não faz mais relatos além destes que nos indicam que a Babilônia estava caminhando para o seu declínio e o judeus perto do fim do cativeiro.