Quem foi São Valentim?

São Valentim foi um mártir do século III depois de Cristo. Pouco é conhecido de sua vida. A partir do século XIV, São Valentim ficou associado ao amor romântico entre casais.

São Valentim não está na Bíblia mas foi um cristão que morreu por causa de sua fé. Ele foi preso e executado por seguir Jesus. Não se sabe muito mais sobre sua vida. A Igreja Católica considera São Valentim como um santo, por ser mártir.

No século XIV surgiram várias lendas sobre a vida de São Valentim. Algumas lendas dizem que ele foi preso porque apoiava casamentos cristãos quando o Cristianismo era perseguido pelo império romano. Outra lenda diz que ele curou a cegueira da filha de seu carcereiro e os dois se apaixonaram. Antes de morrer, ele lhe enviou uma carta assinada com “o seu Valentim”. Por causa dessa lenda, surgiu a tradição de pedir à pessoa amada para ser seu “Valentim” no dia dos namorados.

O dia de São Valentim é 14 de fevereiro, data em que foi executado. Em várias partes do mundo esse dia é celebrado como o dia dos namorados.

No Brasil o dia dos namorados é no dia 12 de Junho, não no dia de São Valentim. Descubra aqui: como surgiu o dia dos namorados?

Crente pode comemorar o dia de São Valentim?

Sim, crente pode comemorar o dia de São Valentim, se sua consciência permitir (Romanos 14:5-6). Embora as lendas sobre São Valentim provavelmente não são reais, a Bíblia diz que o amor romântico é uma coisa boa. É bom celebrar o amor e o compromisso entre duas pessoas.

Leia aqui: cristão pode comemorar o dia dos namorados?

A Bíblia diz que as pessoas que são mortas por causa de Jesus receberão grande honra por se terem mantido fiéis até o fim (Apocalipse 2:10). Mas não é certo prestar culto a São Valentim, como acontece na tradição católica. São Valentim merece nosso respeito, por seu sacrifício, mas foi apenas um homem como nós. Toda a adoração pertence a Deus.

Veja também: o que Deus fala sobre o amor entre um casal?

As lendas de São Valentim não estão associados só aos namorados; estão associados ao casamento. O propósito do namoro é pensar no casamento. Quando duas pessoas se amam e querem estar juntas, devem se casar, criando um compromisso diante de Deus (Mateus 19:4-6).