Como fazer o Jejum de Daniel?

Pr. Marcelo Teixeira Mallet
Pr. Marcelo Teixeira Mallet
Pastor Batista

Para fazer o Jejum de Daniel é preciso realizar um jejum parcial, evitando comer coisas que lhe são saborosas. O objetivo é ter mais comunhão com Deus, sacrificando o prazer de comer durante algum tempo. O jejum de Daniel pode ser mais prolongado que um jejum total de alimentos.

O Jejum de Daniel é bom para quem não pode se abster totalmente de comer por algum motivo. Também é recomendado para quem quer fazer um jejum mais longo, sem comprometer a saúde. A pessoa se alimenta, mas controla seu apetite, colocando Deus acima do prazer de comer um alimento preferido.

O primeiro Jejum de Daniel

A primeira vez que Daniel realizou esse jejum, conforme o relato do livro de Daniel, foi na Babilônia. Ele fez esse jejum com os seus amigos Hananias, Misael e Azarias. Eles deixaram de comer a comida sofisticada do rei da Babilônia e se alimentaram somente de vegetais e beberam apenas água.

Daniel pediu permissão aos seus superiores e fez um teste de 10 dias, para comprovar que a dieta não comprometeria a saúde deles (Daniel 1:12-15). O foco de Daniel estava em Deus. Ele não jejuou para afrontar os babilônios.

Daniel e seus amigos estavam evitando a comida luxuosa do rei como uma forma de se proteger da contaminação babilônica. Eles usaram essa dieta diferenciada como uma forma de manter a identidade deles como povo de Deus e evitar a assimilação da cultura babilônica, que era o objetivo do rei com o treinamento que eles receberiam.

Com esse jejum eles lembravam continuamente, nesse tempo de provação, que eram o povo de Deus numa terra estranha. Que dependiam de Deus para viver e não do rei Nabucodonosor.

Comprovada a boa aparência de Daniel e dos seus amigos, prosseguiram com a dieta. Provavelmente eles se alimentaram dessa forma durante os 3 anos de treinamento no palácio babilônico.

Veja também que outros tipos de jejum existem na Bíblia.

O Jejum de Daniel de 21 dias

O chamado "Jejum de Daniel de 21 Dias", é baseado no jejum que o profeta Daniel realizou durante o reinado de Ciro, rei da Pérsia (Daniel 10:1).

Neste jejum que durou cerca de 3 semanas, Daniel não comeu carne, nem coisas saborosas e não bebeu vinho. Ele também não se perfumou durante esse tempo. Passou todos os 21 dias chorando e suplicando a Deus.

Naquela ocasião eu, Daniel, passei três semanas chorando. Não comi nada saboroso; carne e vinho nem provei; e não usei nenhuma essência aromática, até se passarem as três semanas.

Daniel 10:2-3

O jejum de 21 dias se tornou popular atualmente. Encontramos várias fórmulas do "Jejum de Daniel".

O que se percebe neste jejum de 21 dias, é que Daniel se absteve de alimentos e coisas prazerosas como uma forma de buscar a Deus. O jejum não tem finalidade estética, nem deve ser uma forma de se mostrar "mais santo" do que os outros (Mateus 6:16-18). O objetivo do jejum é buscar a intimidade com Deus, a santificação e o fortalecimento da nossa fé em Cristo (Mateus 6:25-33). Se o seu objetivo é emagrecer, faça uma dieta. Já, se o seu objetivo é buscar o Reino de Deus, faça um jejum (Colossenses 3:1-2).

As vantagens do Jejum de Daniel

  • O jejum de Daniel pode ser mais prolongado que um jejum total de alimentos.
  • O Jejum de Daniel é bom para quem não pode se abster totalmente de comer por algum motivo.
  • O Jejum de Daniel é recomendado para quem quer realizar um jejum mais longo, sem comprometer a saúde.

O que deixar de comer no Jejum de Daniel

Não há regras exatas na Bíblia para um jejum parcial. Cada pessoa deve decidir o que não comer, não beber ou não realizar durante o jejum.

Assim como Daniel, algumas comidas saborosas que podemos evitar são:

  • Carnes
  • Refrigerantes
  • Doces
  • Pratos especiais

Além de alimentos, você pode também fazer jejum de algumas atividades prazerosas, como:

  • Tratamentos de beleza
  • Entretenimento (“internet”, televisão, cinema, jogos...)
  • Relações sexuais (com o consentimento do seu cônjuge - 1 Coríntios 7:3-5)

Não precisa se abster de todas essas coisas, mas faça o compromisso de se abster de algo.

Use o tempo livre no jejum para orar, ler a Bíblia e buscar a orientação de Deus. Esse é o objetivo do jejum. Em meio ao desconforto natural de um jejum, busque conforto na Palavra de Deus (Mateus 4:4; Jeremias 15:16).

Atenção!

  • Realize o jejum conforme as suas possibilidades.
  • Observe o que você consegue fazer, de acordo com sua saúde e situação familiar.
  • Se você achar necessário, busque uma orientação médica.

Para saber mais sobre como jejuar da maneira certa, da forma que agrada a Deus, veja aqui: o que a Bíblia diz sobre jejum?

Quanto tempo dura o Jejum de Daniel

Muitas pessoas seguem o exemplo de Daniel e fazem um jejum de 21 dias. Contudo, o jejum pode durar o tempo que você determinar, conforme a vontade de Deus.

Se você achar melhor realizar o jejum durante menos tempo, não é errado. Se quiser prolongar, também não tem problema.

Ore e estabeleça um tempo para o jejum. Se durante o jejum você sentir de Deus que deve parar ou prolongar o tempo, obedeça a Deus. O mais importante no jejum é seguir a vontade de Deus e não apenas cumprir metas.

Deus vai lhe abençoar durante o jejum. Não podemos saber exatamente o que acontecerá nesse tempo, mas Deus agirá conforme a necessidade.

Quem busca a Deus acha (Jeremias 29:13).

O livro de Daniel também nos diz que Daniel jejuou, pelo menos, mais uma vez, conforme Daniel 9:13. No entanto, nesse episódio não sabemos se Daniel realizou um jejum total ou parcial.

Pr. Marcelo Teixeira Mallet
Pr. Marcelo Teixeira Mallet
Bacharel em Teologia com ênfase em Teologia Histórico-Sistemática e Aconselhamento pelo Seminário Teológico de Gramado (RS, Brasil) e Mestrando em Estudos Teológicos pelo Seminário Teológico Baptista de Lisboa (Portugal). Pastor batista desde fevereiro de 1994.