O que a Bíblia ensina sobre amar a Deus sobre todas as coisas?

Amar a Deus sobre todas as coisas exige de nós uma entrega completa de tudo o que somos e temos! Moisés, enquanto estava no Monte Sinai, recebeu de Deus instruções para escrever os dez mandamentos (Êxodo 34:28), no qual o primeiro deles é não terás outros deuses diante de mim.

Já no Novo Testamento, Jesus aplica este como amar a Deus sobre todas as coisas. Um detalhe importante dizer é que “amar a Deus sobre todas as coisas” não está escrito desta maneira na Bíblia. Há textos bíblicos que mostram essa evidência (Deuteronômio 6:5); (Mateus 22:37); (Mateus 6:33); (Marcos 12:30).

O primeiro mandamento

Podemos encontrar os dez mandamentos em Êxodo 20:3-17 e em Deuteronômio 5:7-21. Percebemos que Moisés aconselhou várias vezes os israelitas a amarem a Deus, somente a Deus, com sinceridade. Neste contexto, a palavra traduzida como amor pode também significar fazer a escolha por algo, alguém. Nesta perspectiva, Deus queria que o povo escolhesse Ele como único Senhor de suas vidas, abdicando de outras supostas divindades.

Jesus resume, basicamente, todos os dez mandamentos em apenas dois: O amor a Deus e ao próximo: Mateus 22:36-40. Se conseguirmos fazer isto, estaremos cumprindo o que Jesus quer de nós: “Porque nisto consiste o amor a Deus: em obedecer aos seus mandamentos. E os seus mandamentos não são pesados” (1 João 5:3).

Conheça os Dez Mandamentos

Amar a Deus e ao próximo

Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo está interligado, pois a Bíblia ensina que quem não ama o próximo, não pode amar a Deus (1 João 4:20-21). Mas o amor que sabemos, conhecemos, quase sempre é aquele que envolve sentimentos, desejos, gostar. Mas não trata-se desse tipo de amor que estamos falando aqui. O mesmo nível de amor que nós devemos amar é aquele que Deus nos amou, também devemos amar-nos uns aos outros (1 João 4:11). O amor com o qual Deus nos amou quebra paradigmas, barreiras, pois não é movido por sentimentos de gostar ou não gostar. Trata-se de um amor incondicional, que significa que não importa se o outro merece ou não.

Nós decidimos amar e ter uma atitude de mudança! Uma mudança de fazer algo em prol do outro e não querer algo como moeda de troca. Este amor não faz acepção de pessoas (Romanos 2:11), sempre está olhando para as pessoas na intenção de fazer o bem (Romanos 15:2), especialmente aos que professam a mesma fé (Gálatas 6:10).

A amor de Deus por nós é demonstrado em Jesus (1 João 4:10-11). E um fator primordial é que Ele nos amou primeiro (1 João 4:19). Só vamos conseguir, de fato, amar a Deus quando conhecermos, experimentarmos esse amor (Efésios 3:17-19).

O que a Bíblia diz sobre o amor

Alguns versículos importantes na Bíblia acerca do que é amar:

  • O amor sofre, espera, suporta (1 Coríntios 13);
  • Fazer o bem sem esperar reconhecimento por isso (Mateus 6:3);
  • Continuar fazendo o bem, mesmo quando só se recebe o mal em troca (Gálatas 6:9; Romanos 12:21, 2 Tessalonicenses 3:13);
  • Não ter inveja, nem guardar rancor (Gálatas 5:26);
  • Não se achar superior aos outros (Filipenses 2:3);
  • Não agir somente em benefício próprio (1 Coríntios 10:24);
  • Não se alegrar com a injustiça, mas se alegrar com a verdade (Salmos 1:1-2).

Jesus amava o Pai com todo seu ser! Quando colocamos Deus acima de qualquer coisa em nossa vida, experimentamos a vida plena (João 10:10). O próprio Jesus já nos diz que devemos amar a Deus em todas as esferas da nossa existência, com todo coração, com toda a alma, com todo o entendimento e com toda a força. Amar com tudo o que somos e temos!

Saiba mais sobre amar com todo coração, com toda a alma, com todo o entendimento e com toda a força