Como controlar os ciúmes?

O ciúme pode ser controlado através do amor, do perdão e da sabedoria. A Bíblia diz que ter ciúmes é perigoso, porque leva a cometer outros pecados. O ciúme provoca uma ira violenta, que precisa ser controlada para evitar muitos danos. mas, com a ajuda de Jesus, podemos dominar esse sentimento.

Dois tipos de ciúmes

A Bíblia fala sobre dois tipos de ciúmes diferentes. O ciúme pode ser positivo quando é sinónimo de zelo. Deus é descrito como tendo ciúmes de seu povo quando se desvia dele. Isso acontece porque Ele tem zelo por nós e pela aliança que fez por nós. Deus tem toda razão em ficar zangado quando quebramos a aliança e caímos na idolatria (Deuteronômio 32:16-18). Mas o ciúme de Deus não é cruel. Em Seu zelo, Ele castiga mas não deixa de amar e está sempre pronto a perdoar.

Em um relacionamento de exclusividade, é natural sentir ciúme quando a aliança é quebrada. Por exemplo, no casamento, se um comete adultério ou cobiça outra pessoa, o outro cônjuge naturalmente vai sentir ciúmes, porque esse tipo de relacionamento deveria pertencer somente aos dois. No entanto, o ciúme não é desculpa para pecar.

O segundo tipo de ciúme é muito ruim (Gálatas 5:19-21). Esse ciúme vem da desconfiança e é sinônimo de inveja. A pessoa que sente esse tipo de ciúmes se torna possessiva e perde o equilibrado em seus relacionamentos. Por exemplo, quando uma pessoa tem ciúmes da amizade que seu amigo tem com outra pessoa, esse ciúme estraga o relacionamento.

Veja aqui mais sobre a inveja na Bíblia.

O que fazer para controlar o ciúme?

A solução para o ciúme ruim é o amor. O verdadeiro amor não alimenta a inveja (1 Coríntios 13:4). Quando temos amor, queremos o bem dos outros e não pensamos apenas em nós mesmos.

A Bíblia diz que devemos nos alegrar com a alegria dos outros (Romanos 12:15). Em vez de ficarmos com ciúmes, devemos agradecer a Deus pelo bem que Ele faz aos outros e partilhar sua alegria.

Também é importante aprender a perdoar. O ciúme torna a vida amarga e pode destruir bons relacionamentos por causa de faltas pequenas. Por isso, o perdão é essencial para acalmar a ira e trazer reconciliação (Colossenses 3:13).

Atenção: perdoar não significa aceitar viver em uma situação inaceitável. Se seu ciúme tiver fundamento (como em caso de traição no casamento), a outra pessoa precisa se arrepender e mudar. Caso contrário, você tem todo direito de se afastar, para seu próprio bem.

Descubra aqui a importância do perdão.

Como distinguir entre ciúme aceitável e ciúme ruim?

Quando o ciúme vem de alguma suspeita, é bom refletir sobre algumas coisas:

  • Tenho razão para ter ciúmes? Há provas de infidelidade ou comportamentos inaceitáveis? Se são apenas suspeitas, sem evidência, não há razão para alimentar o ciúme
  • Por que sinto ciúmes? Você está sendo maltratado? Ou o ciúme vem de outro lugar (inseguranças, medo de perder a pessoa…)? Trate a raiz do problema
  • Consigo avaliar a situação corretamente? Quando os sentimentos são muito fortes, pode ser difícil ver as coisas de maneira equilibrada. Por vezes é bom pedir a opinião de outra pessoa
  • Como posso confrontar de maneira saudável? Se você precisa falar com a pessoa sobre o problema, seja honesto mas acalme-se primeiro e fale com amor e respeito, tentando evitar brigas

Se seu ciúme não tiver fundamento, procure ver as coisas boas na outra pessoa e em seu relacionamento. Invista nos pontos positivos e diga “não!” à suspeita quando ela aparece.