Não quero ter filhos: pode um cristão não ter filhos?

Todo o casal pode decidir não ter filhos, no entanto, o fator determinante é a motivação que está no coração. Portanto, não é pecado não querer ter filhos, mas é sempre bom lembrar que família é projeto de Deus.

Ao lermos Gênesis 1:28, percebemos que uma palavra-chave é multiplicação. O ato de se multiplicar, os animais ou os seres humanos, é algo presente desde a Criação. Interessante que existem alguns insetos que ficam vivos somente por um tempo e morrem depois do ato da procriação.

Na Bíblia, não encontramos nenhuma situação ou pessoas que tivessem manifestado a vontade de não ter filhos. Portanto, ter filhos é considerado como algo muito bom pelo que é o que se espera do marido e mulher, como projeto de Deus.

Quando encontramos exemplos de mulheres que não podiam ter filhos (por exemplo, Raquel em Gênesis 30:1) é algo devastador, entretanto, nunca podemos descartar que o Senhor é Aquele que pode todas as coisas, inclusive permitir que alguém estéril possa gerar filhos.

Ainda tem que se considerar o fator de controle de natalidade, pois o melhor a se fazer é cada casal buscar a vontade de Deus no que diz respeito ao melhor momento para tentar ter filhos.

Sobre o controle de natalidade

Uma das perguntas que muita gente faz é se os cristãos devem fazer controle de natalidade e o que a Bíblia fala sobre isso.

A motivação do nosso coração está diretamente ligada a isto. Voltemos ao versículo de Gênesis 1:28 e novamente constatamos que família, ter e criar filhos, fazem parte do projeto de Deus para nós.

Por vezes, no ponto de vista da nossa sociedade, os filhos são um fardo, atrapalham, criam dificuldades imensas para quem deseja ou está numa projeção de carreira profissional. Neste aspecto, muitos dizem que a razão por detrás disto é o egoísmo e isto que leva ao uso do controle de natalidade (métodos contraceptivos). Logo, se há egoísmo, há pecado.

Na Bíblia, em Gênesis 38, temos uma história bastante peculiar. Uma história que comprova motivos egoístas de um homem chamado Onã. Ele usou uma mulher chamada Tamar para o seu prazer, não fazendo o que devia fazer como a lei e tradição mandava, de criar herdeiro para o seu falecido irmão. Neste capítulo observamos, portanto, uma mulher que ficou viúva e sem filhos e, foi entregue para casar com Onã, irmão do falecido marido dela. Mas ele não quis compartilhar a sua herança com ninguém, por isso os motivos egoístas do coração.

Não podemos ver as coisas como o mundo e a sociedade vêem, especialmente filhos. Na Bíblia, não encontramos nenhum tipo de proibição de métodos contraceptivos, mas bom lembrarmos que não é o ato do controle de natalidade que mede se é certo ou errado.

Acabamos de ver um trecho da história de Onã e, uma das coisas que podemos aprender é a motivação por detrás do ato, isto sim é o fator primordial desta questão.

Se queremos ter mais tempo com amigos, vida social, projeção de carreira, ou estamos preocupados com alterações no corpo, refletindo uma motivação egoísta.

Ou se queremos usar os métodos contraceptivos até alcançar um alvo, por exemplo, preparação financeira, tratamento médico, mas sabendo que em tudo devemos orar e buscar a vontade do Senhor.

Filhos na perspectiva do Senhor:

  • Gênesis 4:1, Gênesis 33:5 - filhos são presente do Senhor;
  • Salmos 127:3-5 - filhos são herança do Senhor;
  • Provérbios 17:6 - filhos são a coroa dos velhos;
  • Lucas 1:42 - filhos são uma bênção do Senhor;
  • Jeremias 1:5, Gálatas 1:15 - o Senhor conhece os filhos antes do nascimento;
  • Salmos 139:13-16 - o Senhor é que forma os filhos no ventre;
  • 1 Samuel 1:20 - o Senhor realizou um milagre na vida de Ana