O batismo deve ser feito em nome de quem?

Jesus mandou batizar em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo (Mateus 28:19). Batizar só em nome de Jesus também é aceitável, porque Jesus é o Filho e é um com o Pai e o Espírito Santo. Os discípulos batizavam em nome de Jesus para se distinguirem dos judeus, que não reconheciam Jesus, só Deus Pai.

O que significa “em nome de”?

Fazer algo em nome de Jesus é fazer com a autoridade de Jesus. Jesus deu aos discípulos sua autoridade para batizar outros discípulos. Quando um crente batiza outro, age como representante de Jesus. Essa pessoa não está dizendo que é Jesus; ele age com a autoridade que só Jesus pode lhe dar. É um pouco como um advogado que representa seu cliente ou um embaixador que representa seu presidente (2 Coríntios 5:20).

Batizar em nome de Jesus é igual a batizar em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Jesus é o Filho e sua autoridade é a autoridade de Deus (João 10:30). O Pai, o Filho e o Espírito Santo agem sempre em união porque são uma só pessoa: Deus. Batizar em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo é reconhecer que Jesus é Deus. Batizar só em nome de Jesus também é reconhecer que Jesus é Deus.

Veja também: por que Jesus foi batizado?

Evite controvérsias tolas

A Bíblia não dá uma fórmula exata para ser dita no batismo e aceita variações. O importante é o que o batismo significa. Se o significado é igual ao batismo que a Bíblia ensina, então pequenas variações no ritual não são um problema.

Quer saber mais sobre o batismo? Leia aqui: o que a Bíblia diz sobre o batismo?

Gerar controvérsia sobre um assunto tão pequeno como sinônimos, que em nada afeta a doutrina da Bíblia, não é bom. Esse tipo de debate só causa divisão e é uma armadilha do Diabo para enfraquecer a igreja. A Bíblia recomenda evitar controvérsias tolas (2 Timóteo 2:23-24).