Quem foi Naamã na Bíblia?

Naamã foi um general sírio que foi curado de lepra quando mergulhou sete vezes no rio Jordão. No seu tempo a lepra não tinha cura mas ele creu na palavra do profeta Eliseu e foi curado.

Naamã era um comandante respeitado do exército do rei da Síria. Mas Naamã ficou com lepra, uma doença da pele incurável que se alastrava e acabava por matar o doente (2 Reis 5:1). Como a lepra era muito infeciosa, os leprosos eram afastados da comunidade, para não causar epidemias. Naamã iria perder tudo.

A mulher de Naamã tinha uma escrava israelita, que lhe falou sobre o profeta Eliseu. Ela disse que Eliseu poderia curar a lepra de Naamã (2 Reis 5:2-3). Então o rei da Síria enviou Naamã para o rei de Israel, para o profeta Eliseu o curar. O profeta Eliseu ouviu e mandou chamar Naamã.

Veja aqui a história do profeta Eliseu.

Naamã foi com toda sua comitiva para a casa de Eliseu mas o profeta não lhe foi cumprimentar. Ele apenas enviou um mensageiro a Naamã com a ordem para se lavar sete vezes no rio Jordão para ser curado. Naamã ficou indignado, porque Eliseu não foi curá-lo pessoalmente e porque o rio Jordão não tinha água tão boa como os rios da Síria (2 Reis 5:11-12). Ele foi embora zangado mas seus servos o convenceram a fazer o que Eliseu tinha mandado.

Naamã foi para o rio Jordão e mergulhou sete vezes e ficou completamente curado (2 Reis 5:13-14). Então Naamã voltou para Eliseu e declarou que agora cria apenas no Deus de Israel. Ele tentou dar um presente a Eliseu para agradecer mas Eliseu recusou. Então Naamã pediu para levar alguns sacos de terra de Israel para poder oferecer sacrifícios a Deus sobre ela. Naamã renunciou a todos os outros deuses, embora ainda tinha de guardar protocolo junto do rei da Síria (2 Reis 5:17-18).

Eliseu abençoou Naamã e ele voltou para casa curado.

O que podemos aprender com Naamã?

Naamã era inimigo do povo de Deus mas Deus o curou. Israel e Síria estavam sempre em guerra mas Naamã não deixou sua inimizade com os israelitas o impedir de procurar a bênção de Deus. Muitas vezes não alcançamos a cura e a bênção de Deus porque estamos zangados com Deus ou com a igreja. Mas quando nos humilhamos e pedimos ajuda, Deus nos perdoa e aceita (Tiago 4:8-10).

Naamã obedeceu. Se banhar sete vezes no rio Jordão era uma ordem estranha mas vinha de Deus. Quando obedecemos a Deus, Ele nos abençoa. Se lavar sete vezes não é um ritual de cura ou de benção; foi uma ordem específica para apenas um homem. Não sabemos porque Naamã precisava fazer isso mas foi importante para mudar sua vida.

Naamã não voltou apenas curado; ele voltou crente. É bom receber cura e bênção mas isso não é o mais importante. Não adianta ganhar bênção se você não se arrepende e aceita Jesus como seu salvador (Marcos 8:36). A vida eterna é muito mais importante que outros milagres.