A mulher deve ser submissa?

Sim, a mulher deve ser submissa ao marido. Todos os cristãos são chamados para se submeterem uns aos outros. Submissão significa respeitar a autoridade e os desejos dos outros. Mas submissão nem sempre significa obediência.

Para entender o que a Bíblia diz sobre a mulher ser submissa, primeiro é preciso entender o que é verdadeira submissão. Na Bíblia, a submissão é uma regra para todo cristão. Todos devem se submeter à autoridade suprema de Deus (Tiago 4:7). A autoridade de Deus está acima de qualquer outra autoridade e devemos sempre obedecer a Deus.

Além da submissão a Deus, a Bíblia fala sobre a submissão entre todos (Efésios 5:21). Submissão significa viver pensando no bem dos outros, largando o egoísmo. Em vez de cuidar somente de si, da crente deve se preocupar com seus irmãos. Submissão é estar pronto para abdicar de seus próprios desejos se isso for melhor para outra pessoa (Filipenses 2:3-4).

Veja também: o que Deus diz sobre rebeldia?

Em relação às autoridades (governantes, líderes da igreja, pais...), submissão significa respeitar e honrar os líderes (1 Pedro 2:13-14). As autoridades devem ser obedecidas e tratadas de maneira digna. No entanto, quando as ordens são erradas, a submissão se mostra em recusar respeitosamente. O crente deve procurar a paz com as autoridades mas deve se submeter primeiro às ordens de Deus, recusando participar do pecado (Atos dos Apóstolos 5:29).

O que a Bíblia fala sobre a mulher ser submissa?

A Bíblia ordena que a mulher seja submissa ao marido (Efésios 5:22-23). Essa regra somente se aplica dentro do casamento. As mulheres não precisam se submeter a todos os homens nem estão barradas de serem autoridades. Mas, no casamento, o marido tem uma posição de liderança.

Em relação aos filhos, os dois pais têm autoridade. Entre o casal, o marido tem a autoridade principal e a mulher deve respeitar essa autoridade. Isso é ser submissa.

No entanto, autoridade na Bíblia é radicalmente diferente da autoridade do mundo! Liderar também implica submissão – colocar seus próprios desejos e interesses em segundo lugar, procurando o bem e a alegria de todos debaixo de sua autoridade. Isso significa ouvir e dar muito valor à opinião dessas pessoas. O verdadeiro líder é servo, não ditador (Mateus 23:10-12).

Leia aqui: o que a Bíblia ensina sobre liderança?

A Bíblia diz que o marido deve se sacrificar pela sua esposa, ao ponto de estar pronto para dar a vida por ela (Efésios 5:25). A mulher, por sua vez, deve tratar o marido com todo respeito.

Atenção! O bom líder saber delegar autoridade a quem é competente. O marido que acha que deve tomar todas as decisões importantes sozinho, sem ajuda, é burro.

E quando o marido é um mau líder?

Quando o relacionamento sai fora do padrão da Bíblia, isso causa dificuldades na relação de submissão e liderança. Por exemplo, quando o marido é descrente, a esposa fica com toda a responsabilidade de ensinar os filhos sobre Jesus. Se a vontade do marido colidir com a vontade de Deus (por exemplo, não querer ensinar os filhos sobre Deus), a autoridade de Deus é SEMPRE suprema.

Na submissão, existem prioridades. A obediência a Deus vem sempre em primeiro lugar. Desobedecer a Deus para obedecer ao marido é pecado. Por outro lado, desobedecer ao marido para obedecer a Deus não é pecado, desde que seja feito com respeito.

Se o marido se recusa a ser responsável ou está em uma posição debilitada em que não consegue liderar, ele delega automaticamente a responsabilidade à esposa. Nessa situação, a mulher tem todo direito de assumir a liderança, até o marido estar pronto para liderar outra vez. Na ausência do capitão, o segundo em comando sempre assume a liderança.

Quanto ao marido dominador ou abusivo, a esposa não é obrigada a viver debaixo de opressão. Ela tem todo direito de se defender e rejeitar as atitudes erradas do marido. Nessas situações, a esposa deveria receber todo apoio, porque a culpa não é dela. O marido que abusa sua autoridade precisa mudar, senão ele vai destruir seu casamento.

Para mais sobre o assunto da violência doméstica veja: o que Deus diz sobre violência doméstica? Como um cristão deve reagir?