O que Deus diz sobre o namoro?

Deus não diz nada sobre "namoro" na Bíblia, mas fala muito sobre relacionamentos e como as pessoas devem se comportar antes do casamento.

A Bíblia não fala nada sobre namoro por uma razão muito simples: o "namoro" é um conceito muito recente, e não existia na forma como conhecemos hoje quando a Bíblia foi escrita. Na Bíblia vemos que as pessoas entram em uma dessas categorias: amigos/irmãos em Cristo, noivos, ou casados. Ou só existia amizade, ou então o compromisso era sério.

Mas nós podemos retirar alguns princípios teológicos, que encontramos na Bíblia, e que podem nos ajudar a entender o que Deus espera de quem está namorando.

1. Namoro deve ter um objetivo: Casamento

Um relacionamento romântico não deve ser iniciado com outro objetivo que não seja o casamento. Isso não significa que todos os namoros vão dar em casamento, mas significa que quando dois cristãos iniciam um relacionamento, eles não devem estar pensando apenas em se divertir, "só para ver no que vai dar", ou porque "todo mundo está fazendo o mesmo". As pessoas envolvidas devem aproveitar esse tempo para se conhecerem ainda melhor, tendo em vista uma possível união eterna.

2. Cristãos não devem namorar não cristãos

Muitas pessoas consideram essa ideia muito retrógrada, mas o ensinamento bíblico é muito claro. Alguém que já nasceu de novo não deve procurar um relacionamento romântico de intimidade com um não-cristão (2 Coríntios 6:14).

A ideia é bem fácil de entender. Um crente e um descrente vão ter pontos de vista bem diferentes sobre vários aspetos da vida. Se o objetivo do namoro deve ser o casamento, se duas pessoas tiverem uma visão da vida tão diferente assim, um casamento verdadeiramente feliz vai ser pelo menos muito difícil, e em alguns casos até impossível. É verdade que algumas vezes acontece de o descrente se converter, mas não confie nessa possibilidade. Seja amigo. Fale de Jesus. Ajude. Não namore.

Ainda não está convencido? Leia a resposta à pergunta: Um cristão pode namorar uma pessoa não cristã?

3. Encontre a pessoa certa

Não adianta querer namorar só por namorar. É importante se sentir fisicamente, mentalmente e espiritualmente atraído pela outra pessoa. Também é importante que os dois concordem nos assuntos mais importantes, especialmente nos assuntos teológicos, e naquilo que acham que Deus quer para suas vidas (Amós  3:3).

4. Comece pela amizade

A Bíblia tem muito a dizer sobre a amizade (especialmente no livro de Provérbios, mas não só), e é aí que tudo deve começar. Guarde o seu coração. Não se entregue totalmente a alguém que não é seu esposo ou esposa. A intimidade emocional também deve ser guardada para os que buscam o casamento. Assim, se o relacionamento não der certo, os corações dos dois serão poupados de um sofrimento que poderia ser bem maior.

Descubra aqui mais sobre como deve ser o namoro cristão.

5. Espere pelo momento certo

Não comece um namoro​ se você não está em uma fase da sua vida em que o casamento é uma possibilidade real a médio/curto prazo. A Bíblia fala sobre isso em Cânticos de Salomão (Cânticos 8:4). Existe um momento certo para despertar o amor. Ore sobre esse assunto, e junto com seus pais e líderes da sua igreja, veja se você está preparado para um namoro. Se você já é adulto, procure pelo menos o conselho de casais mais maduros na fé do que você, eles poderão te ajudar a entender se é certo.

6. Mantenha a pureza

"Quais são os limites no namoro em termos de intimidade física?" ou "até onde podemos ir?" são perguntas erradas e normalmente revelam que a pessoa que as está fazendo está com muita vontade de ultrapassar os limites. A Bíblia nos diz para fugir da imoralidade sexual (1 Coríntios  6:18), não para brincar com ela. O ato sexual é um presente de Deus para ser desfrutado por um casal que já se comprometeu inteiramente um com outro, perante Deus e perante a sociedade. Não adianta falar do que pode ou não fazer, mas qualquer coisa que esteja colocando os dois no caminho para a intimidade sexual tem que ser evitado.

Veja aqui: como saber se devo terminar o namoro?

7. Coloque Deus em primeiro lugar

Em tudo isto, Deus deve ocupar o primeiro lugar de cada uma das pessoas envolvidas. Dar mais importância à outra pessoa ou até ao relacionamento em si mais do que a Deus, é incorrer no pecado de idolatria. Em todos os momentos da nossa vida o nosso relacionamento com Deus é o mais importante de todos, e é esse relacionamento que vai definir o sucesso de todos os nossos outros relacionamentos, quer sejam amizade, namoro, ou casamento.