O que é a Confissão Positiva? É bíblica?

A Confissão Positiva é uma prática de algumas igrejas neo-pentecostais para conseguir bênçãos. De acordo com a Confissão positiva, a pessoa “confessa” que tem aquilo que quer ter, e assim será feito. A Bíblia não ensina a Confissão Positiva.

O ensino da Confissão Positiva surgiu entre algumas igrejas cristãs no século XX, ficando associada à Teologia da Prosperidade e a várias igrejas novas. Influenciados por novos movimentos, que interpretavam a Bíblia de maneira muito diferente do normal, como a Ciência Cristã e o Novo Pensamento, alguns pregadores começaram a ensinar que podemos forçar o mundo a nos dar o que queremos, invocando as palavras da Bíblia.

Atualmente, a Confissão Positiva ainda é muito popular entre igrejas que focam na prosperidade material.

O que significa Confissão Positiva?

O significado de Confissão Positiva está no nome: é sobre declarar coisas positivas, para alcançar essas coisas. Os defensores da Confissão Positiva ensinam que nossas palavras têm poder espiritual. Aquilo que dizemos afeta o que nos acontece e determina a ação de Deus em nossa vida.

Por isso, se somente falamos coisas negativas, somente nos vão acontecer coisas negativas. Mas se falamos coisas positivas, essas coisas positivas vão nos acontecer. Por exemplo, se alguém disser “eu sou pobre” vai continuar pobre e nunca vão aparecer oportunidades para sair da pobreza. Mas se disser sempre “eu sou rico”, isso vai atrair riqueza para sua vida. Essa é também a ideia do Pensamento Positivo, um ensinamento que está associado a várias religiões diferentes.

A Confissão Positiva aplica essa ideia aos ensinamentos da Bíblia. Como filhos de Deus, os salvos têm acesso às Suas bênçãos. Somente é preciso tomar posse dessas bênçãos, através da fé. Quando alguém confessa que já recebeu (ou está recebendo) certa bênção, está mostrando sua fé e vai receber essa bênção.

Veja também: o que é a Teologia da Prosperidade?

Segundo muitos daqueles que ensinam a Confissão Positiva, as bênçãos de Deus incluem:

  • A salvação e a vida eterna
  • Vitória sobre o pecado e o diabo
  • Segurança e proteção
  • Riqueza e conforto
  • Livramento do sofrimento, da dor, da doença, da tristeza…

Todas essas coisas podem ser alcançadas através de palavras ditas com fé. Por isso, quem está passando necessidade, sofrendo ou em dor simplesmente não está usando o poder da fé que Deus lhe dá. Deus só abençoa quem toma posse da bênção. Não devemos dizer “se for da vontade de Deus” porque abençoar é a vontade de Deus. Dizer isso é falta de fé. É isso que a Confissão Positiva ensina.

Confissão Positiva e a Bíblia

A Bíblia diz que nossas palavras têm poder, mas não da forma que a Confissão Positiva ensina. A boca reflete o coração; as palavras mostram aquilo que nos domina (Mateus 12:34-36). Quando nossa vida é dominada pelo pecado ou por pensamentos negativos, aquilo que dizemos vai ser negativo. Mostramos quem somos com nossas palavras.

A Bíblia diz que confessar a fé em Jesus é importante para a salvação (Romanos 10:9-10). A boca reflete a fé do coração.

As palavras também têm poder para influenciar nossas ações e as ações dos outros. As palavras erradas podem trazer destruição mas as palavras certas podem abençoar (Provérbios 12:18). Por exemplo, se insultamos alguém, essa pessoa poderá se tornar nossa inimiga, mas se falarmos com respeito e amor, podemos ganhar um amigo para a vida.

Descubra aqui: o que a Bíblia diz sobre a fé?

Os problemas da Confissão Positiva

No entanto, o poder de nossas palavras tem limites. Se dizemos coisas negativas, não significa que só nos vão acontecer coisas negativas. Apenas significa que vamos focar principalmente nas coisas negativas, ignorando as positivas. O mesmo vale para as palavras positivas.

Somente dizer “eu sou rico”, ou “eu sou saudável”, não vai mudar nada. Nossas palavras não são mágicas. Podemos falar com muita fé e nunca nos tornarmos ricos. Não é assim que o mundo funciona.

A Bíblia promete muitas bênçãos para quem crê em Jesus. Mas a única bênção garantida é a salvação, que traz consigo a vitória sobre o pecado e a morte, e a presença e paz de Jesus em nossa vida. As bênçãos principais que a Bíblia promete são espirituais. Na verdade, Jesus nos prometeu que iríamos enfrentar sofrimento! (João 16:33) A fé não é uma solução instantânea para todos os nossos problemas.

Ao contrário do que a Confissão Positiva ensina, a Bíblia diz que devemos orar para que seja feita a vontade de Deus (Mateus 6:9-10). Nossa vontade deve se submeter à vontade de Deus. Somente então temos o direito de reivindicar as bênçãos de Deus, com fé.

Nem sempre é da vontade de Deus que sejamos ricos, ou curados. Deus tem poder para curar e fazer milagres espetaculares mas também tem poder para nos sustentar nas dificuldades. Deus usou o apóstolo Paulo para curar muitas pessoas mas não curou a doença dele, porque Deus tinha um propósito para essa doença, que Paulo de início não conhecia (2 Coríntios 12:7-9).

Em vez de exigirmos bênçãos a Deus, devemos confiar nele, crendo que Ele tem o melhor plano para nós. Somente devemos reivindicar certa bênção quando Deus nos dá a convicção que essa bênção é para nós.