O que é Espiritualidade?

A espiritualidade é aquilo que ocupa uma dimensão que você não acessa pelos seus ouvidos ou pelo seu olfato. Você não vê, você não toca, mas você sabe que existe. Ela está ligada àquilo que é mais importante em nossa vida, seja o que for ou quem for.

Espiritualidade na Bíblia

A busca da espiritualidade deve ser uma meta para todos os cristãos. É um processo no aperfeiçoamento no caráter humano. Somos desafiados a buscar essa perfeição em todas suas dimensões, porque o Senhor promete em sua Palavra que “aquele que começou a boa obra em vós há de completá-la até o dia de Cristo Jesus” (Filipenses 1:6).

Em 1 Coríntios 13, conseguimos entender a descrição que Paulo faz acerca da espiritualidade. Então, podemos dizer também que espiritualidade é o padrão divino para o homem cristão alcançar a plenitude do Filho de Deus. O plano de Deus ao enviar Jesus é tornar os homens à sua imagem e semelhança, não apenas na imagem moral, como a primeira criação, mas também na imagem espiritual e metafísica. “até que todos alcancemos a unidade da fé e do conhecimento do Filho de Deus, e cheguemos à maturidade, atingindo a medida da plenitude de Cristo" (Efésios 4:13).

A espiritualidade constitui-se de uma fé sadia, e uma fé sadia fundamenta-se numa doutrina sadia (Tito 1:13).

O próprio Jesus nos traz ensinamentos e práticas de conduta. Basta olhar para a parábola do bom samaritano Lucas 10:25-37. Jesus dá mais ênfase na espiritualidade do que na religiosidade, aliás, Ele é muito duro com os fariseus, religiosos da época. Basta olhar em Mateus 23. Jesus partilhava a vida nos campos, pelas ruas das cidades, praças e outros ambientes. A vida era mais importante do que qualquer rito religioso.

Espiritualidade e Religião

Espiritualidade não é religião e nunca será. Nesta relação dizemos que a espiritualidade é uma experiência humana com sagrado, transcendente e a religião é a forma como nós vivemos essa experiência. Religião deriva da palavra “religare” que, em latim, significa religação. Ligar algo a alguém ou vice versa.

Então, religião é a crença em Deus, em divindades, sendo que a crença é expressa por meio de condutas, ações e ritos propostos por cada religião. Muitas pessoas usam da religião um escape, uma camuflagem; questão de conveniência, aparência social. Alguém pode afirmar ser de uma religião e não ter nenhuma espiritualidade, por exemplo.

Um exemplo disso foi Nicodemos (João 3:3), um religioso, do grupo dos fariseus, conhecedor da lei. Apesar disso, no diálogo com Jesus é orientado que se não nascesse de novo não poderia ver o Reino de Deus. Fé e crer são parte da espiritualidade e não da religião.

Descubra aqui: Quem era Nicodemos

Ter uma espiritualidade segundo a Bíblia, é uma escolha! Deus não obriga ninguém, por isso que temos o livre-arbítrio. Como Nicodemos, quem desejar, precisa nascer de novo, fazer uma escolha contínua de aceitar e submeter-se à vontade de Deus em toda e qualquer circunstância (1 João 3:24) para assim viver uma espiritualidade cristã saudável e abençoada.