O que é o ósculo santo?

O ósculo santo era um beijo dado como saudação no tempo do Novo Testamento. Ósculo é uma palavra arcaica para beijo. O ósculo santo significa cumprimentar os irmãos da igreja.

Em traduções da Bíblia com linguagem mais antiga, aparece algumas vezes a expressão “ósculo santo”. Em cinco cartas do Novo Testamento, aparece o pedido para “saudar os irmãos com beijo santo”:

  • Romanos 16:16
  • 1 Coríntios 16:20
  • 2 Coríntios 13:12
  • 1 Tessalonicenses 5:26
  • 1 Pedro 5:14

Em todos esses casos, o “ósculo santo” aparece no fim da carta, junto com as saudações a várias pessoas, alguns pedidos pessoais e advertências finais.

Nos tempos da Bíblia, o beijo era uma saudação comum entre amigos chegados (Êxodo 4:27). No Brasil, seria como um abraço ou o beijo na face dado entre mulheres ou entre homens e mulheres. Pessoas chegadas davam um beijo para dizer olá ou adeus. Nas suas cartas, Paulo e Pedro estavam pedindo aos irmãos para se cumprimentarem como amigos.

A lembrança de saudar com “ósculo santo” poderá ser uma forma de dizer “sejam amigos e não se esqueçam das boas maneiras”. Também poderá ter sido uma forma de dizer “mandem um oi da nossa parte para o pessoal aí”.

O beijo deveria ser “santo” porque era um beijo puro, sem maldade nem segundas intenções. Esse tipo de beijo não era para provocar desejos impuros mas simplesmente para cumprimentar.

Veja também: beijar na boca é pecado?

Saudar com ósculo santo é um mandamento?

Não, não é obrigatório beijar toda a gente na igreja! Em algumas situações isso poderá até escandalizar muita gente (como homem beijando homem) e a Bíblia diz que não devemos escandalizar as pessoas (Romanos 14:16).

A regra que o “ósculo santo” nos mostra é muito mais profunda e impactante. Devemos ser amigos. Isso significa que não podemos ignorar nossos irmãos mas cada um deve fazer todos se sentirem bem-vindos e amados (1 João 4:7). Cumprimentar é o primeiro passo para abrir uma conversa e fazer amizade.

Veja aqui: o que a Bíblia diz sobre a amizade?

Deus não está preocupado com tecnicalidades, como beijar na face ou apertar a mão. Ele está preocupado com o amor e a inclusão na igreja! Quem não ama seu irmão na fé, não ama a Deus (1 João 4:20-21).