O que aconteceu com Paulo e Silas na prisão?

Na prisão de Filipos, Paulo e Silas louvaram a Deus e viram um grande milagre. Por causa de seu testemunho na prisão, várias pessoas foram salvas.

Paulo e Silas foram maltratados e presos injustamente mas eles não perderam o ânimo e continuaram louvando a Deus. As circunstâncias não os impediram de ser uma benção, mesmo na prisão!

Paulo e Silas são presos

Em uma de suas viagens missionárias, Paulo e Silas chegaram à cidade de Filipos, na Grécia, onde pregaram o evangelho e converteram várias pessoas. Mas havia uma escrava com uma espírito maligno que os seguia e chamava a atenção toda para ela, gritando que eles eram servos de Deus (Atos dos Apóstolos 16:16-17).

Um dia, Paulo se fartou e expulsou o demônio da mulher. Os donos da escrava ficaram muito zangados, porque pessoas pagavam pelas adivinhações do demônio dentro dela. Por isso, eles agitaram a multidão, acusaram falsamente Paulo e Silas e conseguiram pô-los na prisão (Atos dos Apóstolos 16:19-21).

Sem julgamento, Paulo e Silas foram açoitados e colocados em uma cela da prisão, com os pés presos em um tronco. O carcereiro recebeu ordens para os vigiar com muito cuidado.

Veja também a história do apóstolo Paulo.

O milagre na prisão

Mas Paulo e Silas não desanimaram! Presos e doloridos, eles ficaram até tarde da noite a orar e a cantar louvores a Deus, e os outros presos escutavam. Então, para a surpresa de todos, houve um terremoto na prisão! Todas as portas se abriram e todos presos ficaram soltos das correntes.

O carcereiro, pensando que todos tinham fugido, decidiu cometer suicídio. Mas Paulo o impediu e mostrou que todos ainda estavam lá. Maravilhado com o que tinha acontecido, o carcereiro se converteu nessa noite, junto com toda a sua família (Atos dos Apóstolos 16:29-32).

O carcereiro tomou conta de Paulo e Silas e, no dia seguinte, recebeu ordens para os soltar. Sendo cidadãos romanos, Paulo e Silas não poderiam ser açoitados e presos sem julgamento. Por isso, eles receberam um pedido oficial de desculpa da parte das autoridades da cidade e saíram em liberdade (Atos dos Apóstolos 16:38-39).

Apesar da oposição e do sofrimento que passaram, Paulo e Silas não pararam de confiar em Deus. Por isso, eles viram um milagre e puderam alcançar ainda mais vidas. Depois que foram embora, a igreja de Filipos continuou a crescer.