O que são principados e potestades?

Principados e potestades são governantes. Na Bíblia, dependendo do contexto, esses governantes podem ser líderes políticos ou governantes espirituais (anjos e demônios). Traduções diferentes da Bíblia traduzem “principados” e “potestades” como “governadores”, “poderes” ou “autoridades”.

Potestades são pessoas com poder e autoridade sobre outras pessoas. Principados normalmente são um tipo de reino ou território governado por um príncipe mas também podem se referir à autoridade dos príncipes.

A Bíblia fala sobre dois tipos de principados e potestades:

Principados e potestades espirituais

Tanto os anjos quanto os demônios estão organizados e têm hierarquia. Deus criou todos os seres e determinou sua função e hierarquia (Colossenses 1:16). Entre os anjos existem príncipes e autoridades. Todo principado e toda potestade dos anjos obedece a Deus.

No entanto, alguns anjos se rebelaram e abandonaram seu posto para seguir o diabo. Por causa do pecado, o diabo se tornou o príncipe governador de nosso mundo (Efésios 2:1-2). Ele também tem principados e potestades, entre os demônios, que oprimem o mundo.

Veja aqui: demônios existem? O que são demônios?

Os principados e as potestades que obedecem a Deus estão em conflito com os principados e as potestades que obedecem ao diabo. Essa é uma parte da guerra espiritual (Apocalipse 13:7; Efésios 6:11-12).

Na cruz, Jesus venceu todo principado e potestade do mal (Colossenses 2:13-15). Nenhuma autoridade, por mais poderosa que seja, está acima de Jesus. O poder das trevas foi derrotado. A batalha já está ganha!

Veja também: o que Jesus conquistou na cruz?

Principados e potestades humanos

A Bíblia também fala sobre autoridades humanas, que governam grupos de pessoas e até povos inteiros. Devemos respeitar as autoridades e orar por elas, para que nos deixem viver em paz (1 Timóteo 2:1-2). A autoridade que promove a justiça vem de Deus.

Por causa de sua posição de poder, as autoridades humanas têm grande responsabilidade diante de Deus. Ele julgará os maus governantes. Devemos ajudar as autoridades a fazer o que é melhor para todos. Seu trabalho não é fácil e merecem respeito (Romanos 13:1-3).