Fazer fertilização in vitro é pecado?

A Bíblia não fala sobre fertilização in vitro, por isso não há uma resposta fácil sobre o assunto. A fertilização in vitro é uma questão de consciência. Se um casal cristão está pensando em fazer fertilização in vitro, deve se informar e orar, buscando a vontade de Deus (Tiago 1:5; Mateus 6:10).

O que é fertilização in vitro?

Fertilização in vitro é um procedimento médico para gerar filhos, juntando óvulos e esperma dentro de um laboratório. Depois, o embrião concebido é colocado dentro do útero da mãe, para se desenvolver de forma normal na gravidez.

A fertilização in vitro é usada em casais que não conseguem ter filhos naturalmente. É um procedimento caro, com complicações éticas e não funciona sempre. Por isso, antes de pensar na fertilização in vitro, é bom tentar outros tratamentos para infertilidade.

Ter um filho é sempre uma grande bênção (Salmos 127:3-5). Toda criança é amada por Deus, não importa como foi concebida. Quer a fertilização in vitro seja certa, quer seja pecado, cada criança que nasce é uma pessoa criada à imagem e semelhança de Deus, digna de amor e respeito.

Veja aqui: o que Deus diz sobre os filhos?

Problemas éticos da fertilização in vitro

A Bíblia não tem nenhuma resposta clara sobre fertilização in vitro. Antes de tomar uma decisão, é importante refletir sobre algumas questões:

  1. Onde começa a vida? No momento em que o embrião é concebido tem toda a capacidade para se desenvolver numa pessoa única e especial (Salmos 139:15-16). Por isso, podemos considerar que a vida começa na concepção. Assim, cada embrião concebido no laboratório é uma pessoa, uma vida preciosa.
  2. Um processo artificial ofende a Deus? A vida é um dom de Deus mas que acontece com nossa participação ativa, por isso não é errado tentar engravidar. Algumas pessoas não acham certo a participação de terceiros no processo (médicos) mas outros vêm os médicos apenas como todas as outras pessoas que ajudam o casal (as mães, as parteiras...). A forma como o sêmen é colhido (masturbação) é outra questão polêmica da fertilização in vitro. Veja também: o que a Bíblia diz sobre masturbação?
  3. Temos o direito de escolher? Se na fertilização in vitro são concebidos vários embriões, será pecado escolher os mais saudáveis ou o sexo que queremos, descartando os embriões “mais fracos”? Estaremos “brincando” de Deus, escolhendo quem vive e quem morre? É muito importante lembrar que se trata de pessoas, não de produtos nem células sem vida.
  4. O que fazer com embriões “a mais”? Muitos embriões morrem naturalmente mas outros sobrevivem. Será que descartar um embrião ou doar os embriões para experiências científicas é matar uma pessoa? Por outro lado, conservar embriões congelados para serem usados mais tarde pode ser muito caro e causar mais problemas éticos no futuro sobre o que fazer. Se o casal optar por fertilização in vitro, pode tentar evitar ter embriões “a mais”, por exemplo, usando menos óvulos em cada tentativa. Leia aqui: o que Deus diz sobre o aborto?
  5. Quais os riscos para a saúde? Se a infertilidade é da mulher, poderá ter um problema físico que torna a gravidez perigosa. Antes de decidir sobre a fertilização in vitro, o casal deve analisar as causas da infertilidade e as chances de ter uma gravidez saudável.

Atenção! Se sua consciência condenar, então para você a fertilização in vitro é pecado (Romanos 14:22-23). O casal cristão deve seguir sua consciência sobre esse assunto. Orem, leiam a Bíblia e considerem todas as opções antes de tomar uma decisão (1 Tessalonicenses 5:21).