Significado da parábola da dracma perdida

A parábola da dracma perdida mostra o amor de Deus por nós e Sua alegria quando uma pessoa é salva. Assim como a mulher procurou sua dracma, Deus nos busca e nos salva. Quem é salvo por Deus não está mais perdido.

— Ou qual é a mulher que, tendo dez dracmas, se perder uma delas, não acende a lamparina, varre a casa e a procura com muito empenho até encontrá-la?
E, quando a encontra, reúne as amigas e vizinhas, dizendo: "Alegrem-se comigo, porque achei a dracma que eu tinha perdido."
Eu afirmo a vocês que a mesma alegria existe diante dos anjos de Deus por um pecador que se arrepende.

- Lucas 15:8-10

Jesus contou essa história ilustrativa sobre uma mulher que perdeu uma dracma (moeda). A mulher na história tinha dez dracmas, mas perdeu uma. Por isso, ela acendeu uma candeia e procurou pela casa toda até encontrar a moeda. Quando finalmente encontrou a dracma, ela reuniu suas amigas para festejarem!

O que é uma dracma?

A dracma era uma moeda grega feita de prata, bastante comum no tempo de Jesus. Essa moeda era o salário por um dia de serviço de um trabalhador normal. As dez moedas daquela mulher poderiam ter sido as economias de toda uma vida de trabalho.

O significado da parábola

A ênfase está no valor das pessoas para o Reino de Deus. Tal como o salário de um dia, para um diarista é importante, assim também aquele que está distante de Deus é alvo da atenção e cuidado do Senhor para ser encontrado.

A dracma perdida representa o pecador, que fica perdido no pecado. A mulher com as moedas representa Deus. Embora tenha muitos seguidores obedientes, que não se desviam, Deus se preocupa com o pecador e procura salvá-lo.

Jesus contou a parábola da moeda perdida junto de outras duas parábolas: a ovelha perdida e o filho pródigo. Essas três parábolas têm um tema em comum: falam sobre algo ou alguém que esteve perdido, depois é recebido de volta e tudo acaba em festa.

Nessas 3 histórias sobre perdidos, Jesus realça a misericórdia de Deus em resgatar e receber o seu povo que estava perdido. Essa é a mesma atitude que devemos ter em consideração à salvação dos outros.

Especial valor de cada pessoa

Assim como uma moeda tem valor, cada pessoa tem valor para Deus. Mas Ele não nos conta como dinheiro. Todos, inclusive os perdidos têm um valor especial para Deus. Assim como a mulher se preocupou muito com uma dracma, apesar de ter outras nove, Deus se preocupa com cada pessoa individualmente. O valor que Deus dá a cada pessoa é incalculável!

Grande alegria no céu

A mulher ficou muito feliz quando encontrou sua dracma. Ela até chamou suas amigas e vizinhas para celebrarem! Deus também fica muito feliz quando um pecador se arrepende e volta ao Seu cuidado. Ele trata com amor e carinho, sem exigir castigo por causa dos pecados, porque Ele já perdoou tudo.

O céu nos ensina qual é a atitude apropriada que um pecador arrependido deve ter: alegria! Do mesmo modo que o céu se alegra, na terra toda a Igreja deve igualmente se rejubilar pela salvação de perdidos, mais do que qualquer outra benção ou milagre.

Jesus disse que há muita alegria no Céu por cada pecador que se arrepende!

Veja também: