Por que Jesus falava por parábolas?

Jesus falava por parábolas para explicar verdades complexas de uma forma simples. Ele usava parábolas para responder a perguntas e tirar dúvidas. Usar parábolas era um método de ensino muito comum no tempo de Jesus.

Em suas parábolas, Jesus usava figuras que seus ouvintes entendiam: comida, casamento, a relação entre um pai e um filho... Essas histórias simples explicavam realidades difíceis de entender, como a salvação e o Reino de Deus. Assim, até a pessoa mais simples poderia entender o evangelho. Através de suas parábolas, Jesus tornou o caminho da salvação acessível a todos.

Veja também: o que é uma parábola?

Parábolas – uma profecia cumprida

Jesus falava por parábolas para cumprir a profecia de Salmos 78:2. Suas parábolas revelavam verdades e mistérios profundos (Mateus 13:34-35).

Muitas das parábolas de Jesus precisavam de uma explicação, para entender seu significado. Jesus contava as parábolas à multidão mas apenas dava a explicação aos seus discípulos (Marcos 4:33-34). Ele fazia isso porque muitas pessoas na multidão não estavam interessadas em segui-lo. Apenas queriam ver os milagres ou debochar de Jesus.

Essas pessoas estavam endurecidas e não poderiam entender a verdade, mesmo na forma de uma parábola simples (Mateus 13:14-15). Jesus apenas dava a explicação a quem queria mesmo aprender. Quem não estava pronto para seguir Jesus não ganhava entendimento. Apenas os verdadeiros discípulos têm acesso à verdade.

Jesus explicou aos seus discípulos que quem conhece a Deus receberá mais conhecimento mas quem não conhece a Deus perderá até o pouco de conhecimento que tem (Mateus 13:11-12). As parábolas de Jesus eram simples mas quem não amava Jesus não as entendia. Deus estava humilhando quem se achava sábio mas rejeitava Jesus (1 Coríntios 1:20-21).