Introduzindo: o livro de Êxodo

Êxodo é o segundo livro da Bíblia, que relata como o povo de Israel foi escravizado no Egito e depois liberto por Deus, através de Moisés. Com grandes milagres, Deus levou os israelitas para o deserto e fez uma aliança com eles para serem Seu povo. O grande sinal dessa nova aliança foi a construção do tabernáculo, onde todos podiam adorar a Deus.

Êxodo significa “saída” ou “partida”.Êxodo - A saída do Egito  2º livro do Antigo Testamento  Nº de capítulos: 40  Tipo de livro: Pentateuco, histórico  Autor: desconhecido (possivelmente Moisés)

Por que ler Êxodo?

O livro de Êxodo conta uma parte muito importante da História de Israel, que marcou tudo que veio a seguir. Também mostra como Deus é fiel e tem poder para mudar até as situações mais impossíveis. Além da história da partida do Egito, o livro de Êxodo lança as bases da justiça: os Dez Mandamentos.

Que tipo de livro é Êxodo?

Êxodo é um livro histórico. Em suas páginas você vai encontrar um relato histórico sobre como os israelitas foram libertos da escravidão e saíram do Egito. Êxodo também narra em detalhe a construção do tabernáculo no deserto do Sinai e como surgiram as primeiras práticas religiosas judaicas.

Como foi escrito?

Segundo uma tradição antiga, o livro de Êxodo foi escrito por Moisés, enquanto liderava o povo de Israel no deserto. Moisés viveu por volta do século XIV a. C. Não há forma de confirmar se foi escrito por Moisés, porque o livro não dá nenhuma indicação sobre quem foi o autor.

Temas centrais em Êxodo:

  • O poder de Deus para salvar
  • A glória da presença de Deus
  • A justiça de Deus
  • A importância da obediência a Deus e o perigo da rebelião

Leia e reflita:

  • Moisés não era perfeito mas Deus usou-o para libertar seu povo. Se ninguém é perfeito, o que faz alguém ser um verdadeiro líder?
  • Deus mostrou várias vezes Seu poder e Sua glória. Mesmo assim, o faraó resistiu e os israelitas se rebelaram! Não há falta de evidência do poder de Deus. Qual será a verdadeira razão por que as pessoas O rejeitam?
  • Como Deus mostra Sua justiça e Seu perdão em Êxodo?
  • Por que será que o tabernáculo era tão importante? Como reflete nossa relação com Deus?

A organização do livro de Êxodo:

A origem de Moisés - capítulos 1-2

Cerca de 400 anos depois da família de Jacó se ter estabelecido no Egito, no fim de Gênesis, seus descendentes tinham se tornado um grande povo. O faraó, com medo do poder dos israelitas, escravizou-os e tentou matar todos os meninos recém-nascidos. Mas um menino sobreviveu: Moisés.

Moisés foi criado como filho da princesa mas ele nunca se esqueceu de suas origens israelitas. Certo dia, ele matou um egípcio que estava machucando um israelita e teve de fugir do país. Ele foi para Midiã onde casou e morou durante muitos anos como pastor de ovelhas (Êxodo 2:21-24).

Veja aqui a história de Moisés.

O anúncio da libertação - capítulos 3-6

Um dia, quando estava cuidando das ovelhas, Moisés viu uma sarça em chamas, que não era consumida pelo fogo. Ali, Deus falou com Moisés e o enviou para o Egito para libertar seu povo da opressão (Êxodo 3:7-8). Como Moisés sentia dificuldade em falar, seu irmão Arão seria seu porta-voz.

Moisés voltou para o Egito e pediu permissão ao faraó para deixar seu povo ir fazer sacrifícios a Deus no deserto. Mas o faraó viu que queriam fugir e, em vez de permitir, aumentou a opressão. Por isso, Deus avisou que iria castigar o faraó e todo o Egito…

As dez pragas e a saída do Egito - capítulos 7-14

Deus enviou nove pragas sobre o Egito, que devastaram o país mas não atingiram os israelitas. Mesmo assim, o faraó não cedeu. Então Deus enviou uma última praga: a morte dos primogênitos. Todo filho mais velho das famílias egípcias morreu mas os israelitas sacrificaram cordeiros e colocaram o sangue nas batentes das portas. O anjo da morte não entrou em nenhuma casa com sangue na porta. Essa foi a primeira Páscoa.

Quando seu filho morreu, o faraó deixou os israelitas partir. Eles foram para o deserto mas, entretanto, o faraó mudou de ideias e decidiu persegui-los. Os israelitas ficaram encurralados entre o Mar Vermelho e o exército egípcio. Quando tudo parecia perdido, Deus abriu o Mar Vermelho e os israelitas atravessaram em segurança!  - Êxodo 14:19-22 Quando os egípcios tentaram segui-los, o mar se fechou e eles se afogaram.

Veja também: qual era o significado de cada uma das dez pragas do Egito?

A viagem para o monte Sinai - capítulos 15-19

Do outro lado do mar, os israelitas continuaram a caminhar pelo deserto. Apesar da rebeldia e da falta de fé do povo, Deus providenciou comida e água para todos. Os israelitas também tiveram sua primeira batalha e vitória militar.

Por fim, o povo de Israel chegou ao monte Sinai, onde Deus se revelou com fogo e trovões (Êxodo 19:18-19). O povo foi avisado para se manter puro e Moisés foi chamado para subir o monte e se encontrar com Deus.

Os mandamentos de Deus para Israel - capítulos 20-31

No monte Sinai, Deus deu a Moisés os Dez Mandamentos e várias leis para governar Israel. O povo se comprometeu a obedecer aos mandamentos de Deus e fez mais uma aliança com Ele. Moisés voltou a subir o monte, onde Deus escreveu os Dez Mandamentos em duas tábuas de pedra (Êxodo 24:12-13).

Como sinal da aliança, Deus mandou construir o tabernáculo, um lugar de adoração a Deus. Todos os sacrifícios deveriam ser feitos no tabernáculo pelos sacerdotes e esse seria o lugar onde o povo poderia se encontrar com Deus.

Descubra aqui: como era o tabernáculo? Qual era o seu significado?

A rebelião e a renovação da Aliança - capítulos 32-34

Moisés ficou no monte Sinai durante 40 dias. Entretanto, o povo se rebelou e construiu um ídolo de ouro na forma de um bezerro. Moisés voltou, viu toda a idolatria e quebrou as tábuas de pedra na sua ira. Os levitas se reuniram a ele e atacaram o povo, matando várias pessoas. No entanto, Deus não destruiu completamente os israelitas, que se arrependeram e renovaram a aliança.

Moisés subiu novamente ao monte, onde recebeu tábuas novas com os mandamentos e viu a glória de Deus de perto (Êxodo 33:18-20). Quando voltou, seu rosto brilhava!

A construção e dedicação do tabernáculo - capítulos 35-40

Seguindo as instruções de Deus, os israelitas construíram o tabernáculo e todos os seus utensílios. Arão e seus filhos foram escolhidos por Deus para ser seus sacerdotes e a tribo de Levi ficou encarregue de cuidar do tabernáculo.

Veja aqui: como era o tabernáculo? Qual era seu significado?

O tabernáculo foi montado e os sacerdotes foram consagrados. Quando tudo estava pronto, a glória de Deus desceu sobre o tabernáculo na forma de uma nuvem. A partir de então, a nuvem ficava sobre o tabernáculo e guiava os israelitas pelo deserto (Êxodo 40:36-38).