O que é uma teofania?

Uma teofania é uma manifestação de Deus em forma visível ou captado pelos sentidos humanos. Na Bíblia, Deus apareceu algumas vezes, revelando sua glória visivelmente e falando diretamente aos homens. Essas revelações normalmente eram temporárias e vinham com uma mensagem importante de Deus.

A maior revelação de Deus ao mundo foi Jesus. Em Jesus, Deus veio ao mundo como um homem, vivendo entre nós e revelando Sua natureza de uma forma compreensível aos homens. Mas, segundo alguns estudiosos, Jesus não é considerado uma teofania, porque sua vinda ao mundo não foi um acontecimento temporário.

Teofanias no Antigo Testamento

Ao longo da história do Antigo Testamento, Deus se revelou a certas pessoas e falou pessoalmente com elas. Essas teofanias eram acontecimentos raros e especiais e normalmente estavam associadas a uma mensagem importante de Deus. Algumas vezes que Deus apareceu foram:

1. Em Siquém a Abraão

Deus falou várias vezes com Abraão ao longo de sua vida, mas só apareceu de forma visível em algumas dessas situações.

Depois que recebeu a ordem de Deus para sair de sua terra, Abraão viajou até chegar à terra de Canaã. Quando chegou em uma parte de Canaã chamada Siquém, ele teve um encontro pessoal com Deus, que lhe disse que essa era a terra que seus descendentes iriam herdar (Gênesis 12:6-7). Abraão construiu um altar em Siquém, porque foi o lugar onde Deus apareceu a ele.

2. Junto dos carvalhos de Manre a Abraão

Quando Abraão estava com 99 anos, vivendo em Canaã, Deus lhe apareceu outra vez e lhe anunciou que no ano seguinte ele e sua esposa Sara iriam ter um filho. Três homens passaram perto da tenda de Abraão e ele os convidou para almoçar com ele. Enquanto almoçavam, Deus anunciou a Abraão que ele teria um filho.

Depois que comeram, os três homens se levantaram para ir embora e Abraão os acompanhou por parte do caminho. A Bíblia diz que dois dos homens seguiram para Sodoma mas o Senhor ficou mais algum tempo com Abraão e lhe contou que iria destruir as cidades de Sodoma de Gomorra (Gênesis 18:20-22). Os outros dois homens são identificados como anjos mas parece que o terceiro era Deus aparecendo com forma de homem. Depois que falou com Abraão, Deus destruiu Sodoma e Gomorra mas poupou Ló, sobrinho de Abraão.

Leia aqui: a história de Abraão.

3. No monte Sinai a Moisés e o povo de Israel

Moisés foi outra pessoa com quem Deus falou várias vezes. Quando falou com Moisés através da sarça ardente, ele usou um anjo para falar no seu lugar. Mas depois que os israelitas saíram do Egito e chegaram ao monte Sinai, Deus apareceu pessoalmente.

Deus desceu sobre o monte em uma nuvem densa, com raios, trovões, fogo, fumaça e o som de uma trombeta (Êxodo 19:18-19). Todo o povo de Israel viu esse espetáculo mas somente Moisés foi chamado para falar com Deus no monte. Lá, Deus lhe deu as leis de Israel e os Dez Mandamentos.

Depois de muitos dias falando com Deus, Moisés pediu para ver Sua glória de perto. Deus lhe disse que ele não poderia ver Sua face, porque isso mataria qualquer mortal, mas Ele permitiu que Moisés visse um pouco de sua glória, de trás (Êxodo 33:18-19). Depois dessa revelação poderosa, o rosto de Moisés brilhava!

A Bíblia diz que Deus falava diretamente com Moisés, como quem conversa face a face com um amigo. Moisés foi considerado o homem que teve mais intimidade com Deus.

Veja também: a história de Moisés.

4. Na coluna de nuvem e fogo sobre o tabernáculo

Quando os israelitas construíram o tabernáculo no deserto, a nuvem da glória de Deus desceu sobre ela. A nuvem não desapareceu e serviu como guia no deserto. Quando se levantava, o povo seguia a nuvem para outra parte do deserto e, quando descia novamente, eles montavam seu acampamento nesse lugar (Êxodo 40:34-37). Assim, os israelitas tinham sempre uma revelação visível de Deus diante deles nos 40 anos que passaram no deserto.

5. No monte Horebe a Elias

Depois que confrontou os profetas do deus falso Baal, Elias fugiu para o deserto, porque a rainha Jezabel queria matá-lo. Do deserto ele foi para o monte Horebe, onde Deus anunciou que iria aparecer. Elias esperou dentro de uma caverna no monte e viu um vento muito forte, um terremoto e depois um fogo. Quando tudo isso passou, Deus apareceu em uma brisa suave e falou com Elias (1 Reis 19:11-13).

Nessa teofania Deus fortaleceu Elias, que estava muito desanimado, e lhe revelou quem deveria ungir como o próximo profeta, o próximo rei de Israel e o próximo rei da Síria. Deus falou muitas outras vezes com Elias e os outros profetas, mas raramente aparecia em forma física.

DEscubra aqui mais sobre o monte Horebe na Bíblia.

6. Nas visões de Isaías e Ezequiel

Os profetas Isaías e Ezequiel tiveram visões do Céu, em que viram a glória de Deus (Isaías 6:1; Ezequiel 1:26-28). Essas visões marcaram o início de seu ministério, quando Deus falou com eles pessoalmente e os enviou para profetizar. Os dois profetas ficaram aterrorizados com o que viram mas a visão de Deus os fortaleceu para pregarem corajosamente ao povo de Israel.

Teofanias no Novo Testamento

A vinda de Jesus foi a maior revelação de Deus ao mundo. Todos podiam vê-lo! Depois de cerca de 33 anos na terra, Jesus morreu, ressuscitou e subiu ao Céu. Agora já não é visível a todos. Mesmo assim, depois que subiu ao Céu, Jesus se revelou a algumas pessoas. Como Jesus é Deus, essas revelações contam como teofanias. Uma revelação de Jesus também é chamada de cristofania.

Jesus aparece a Saulo

Nos primeiros anos da Igreja, um judeu chamado Saulo ficou muito zangado com os cristãos e os perseguia, lançando muitos na prisão. Um dia, quando ia de Jerusalém para Damasco, com o objetivo de perseguir mais cristãos, ele teve uma visão de Jesus. Uma luz muito forte brilhou e Jesus falou diretamente com ele, repreendendo-o por perseguir cristãos (Atos dos Apóstolos 9:3-5). Por causa dessa visão, Saulo se converteu.

Mais tarde, Saulo (também conhecido como Paulo) se tornou um grande pregador do evangelho. Essa visão de Jesus o inspirou a mudar completamente de vida e ele foi um grande missionário. Paulo escreveu metade do Novo Testamento e teve um papel importante em levar o evangelho a outros povos além dos judeus.

Veja aqui mais sobre a vida do apóstolo Paulo.

A visão de João em Apocalipse

No início do livro de Apocalipse, o apóstolo João relatou a visão que teve de Jesus, enquanto estava preso na ilha de Patmos. Jesus lhe apareceu em glória, revelando seu poder sobrenatural e João ficou muito assustado (Apocalipse 1:13-16). Mas Jesus o encorajou e lhe deu uma mensagem muito importante, que deveria transmitir às igrejas.

A visão de Jesus marcou o início da revelação sobre o fim dos tempos. Jesus se revelou a João para estabelecer a autoridade da mensagem e preparar os cristãos para sua segunda vinda.

O Anjo do Senhor era uma teofania?

Muitas vezes a Bíblia diz que o Anjo do Senhor apareceu a alguém, falando no nome de Deus. As pessoas que viram o Anjo do Senhor consideravam que tinham visto o próprio Deus. No entanto, é difícil dizer com certeza se a visão do Anjo do Senhor conta como uma teofania.

Na Bíblia Deus enviava anjos como seus mensageiros. O Anjo do Senhor falava com a autoridade de Deus, porque a mensagem vinha diretamente de Deus. Talvez Deus usava anjos porque as pessoas não poderiam aguentar a visão da Sua presença direta.

Algumas pessoas acreditam que o Anjo do Senhor era Jesus. Assim, as aparições do Anjo do Senhor seriam também um anúncio da vinda de Jesus. No entanto, a Bíblia não nos dá nenhuma indicação que o Anjo do Senhor é Jesus. A Bíblia diz que Jesus é muito superior aos anjos.