Quem foi Lázaro na Bíblia?

Pr. Marcelo Teixeira Mallet
Pr. Marcelo Teixeira Mallet
Pastor Batista

Lázaro foi o amigo que Jesus ressuscitou. Ele era irmão de Marta e Maria, e, por vezes, eles hospedavam Jesus em sua casa. A ressurreição de Lázaro foi um grande testemunho do poder de Jesus.

A Bíblia fala pouco sobre a vida de Lázaro. Ele morava em uma aldeia chamada Betânia, que ficava cerca de 3 km de Jerusalém (João 11:18). Lázaro e suas irmãs parecem ter sido amigos próximos de Jesus. Ele visitou a casa deles, algumas vezes, durante o Seu ministério.

Lázaro ficou conhecido pelo fato de ter sido ressuscitado por Jesus. Não podemos confundir Lázaro, amigo e discípulo de Jesus, com o Lázaro fictício da parábola de Jesus descrita em Lucas 16:19-31.

Como Lázaro morreu

A Bíblia não diz qual foi a causa da morte de Lázaro. O texto diz apenas que ele estava doente (João 11:1-3). Também não diz qual era a doença. O que sabemos é que a sua enfermidade o levou à morte.

A ressurreição de Lázaro

Certo dia, quando Jesus estava chegando ao fim do Seu ministério, Ele recebeu a notícia de que Lázaro estava doente.

Jesus amava seu amigo Lázaro e suas irmãs, mas quando recebeu a informação da doença, ainda permaneceu dois dias no lugar onde estava (João 11:5-6).

Então, Jesus disse aos seus discípulos que Lázaro adormecera e precisava ser acordado. A princípio os discípulos não entenderam, então Jesus falou claramente: "Lázaro morreu" (João 11:11-14).

A viagem do lugar onde Jesus estava até Betânia durou alguns dias, porque, quando chegaram, Lázaro já estava morto e sepultado há quatro dias!

Quando Jesus chegou, Marta e Maria ainda estavam tristes e de luto por Lázaro. Na casa delas havia muitos judeus que vieram consolá-las devido à morte do irmão.

Marta foi ao encontro de Jesus e lhe disse que Lázaro não teria morrido se Ele tivesse chegado mais cedo. Jesus disse para Marta que Ele tinha poder para ressuscitar Lázaro, mas ela pensou que Ele estivesse falando sobre a ressurreição do fim dos tempos (João 11:24-26).

Jesus chamou Maria, que lhe disse o mesmo que Marta. Observando a tristeza de todas as pessoas à sua volta, comovido, Jesus chorou (João 11:33-35).

Veja também quem era Maria e Marta.

Então, Jesus foi até o lugar onde Lázaro havia sido sepultado e mandou que tirassem a pedra que fechava a entrada do sepulcro.

Marta replicou que o corpo já cheirava mal, mas Jesus insistiu e a pedra foi retirada. Depois, Jesus orou a Deus e chamou Lázaro para fora do túmulo.

Lázaro saiu tendo os pés e as mãos amarrados com ataduras e o rosto envolto num lenço. Então, Jesus ordenou que o desamarrassem (João 11:41-44).

As consequências da ressurreição de Lázaro

Todos que viram Lázaro sair vivo do túmulo ficaram maravilhados. Por causa desse milagre, muitas pessoas creram em Jesus.

A ressurreição de Lázaro levou os líderes religiosos a procurar urgentemente uma forma de matar Jesus, para não perderem seu poder (João 11:47-48). Por causa disso, Jesus teve de se retirar da vida pública. Pouco tempo depois, Jesus seria crucificado.

O milagre também gerou perseguição contra Lázaro, porque ele se tornara conhecido como o homem que havia sido ressuscitado. Os inimigos de Jesus queriam eliminar a evidência do milagre. A vida restaurada de Lázaro tinha se tornado um forte testemunho e muitos creram em Jesus por causa dele (João 12:9-11).

Quando Jesus visitou Lázaro novamente, uma grande multidão se reuniu para ver Jesus e Lázaro. Todos queiram ver o grande milagre!

A ressurreição de Lázaro contribuiu para que a multidão viesse receber Jesus na Sua entrada triunfal em Jerusalém (João 12:17-18).

Lázaro morreu novamente?

Conforme uma tradição, Lázaro teria vivido mais trinta anos, após ter sido ressuscitado por Jesus, tendo morrido novamente com a idade de sessenta anos.

Existem tradições que afirmam que Lázaro teria sido ministro do Evangelho em Marselha, na Gália, onde teria fundado uma igreja e onde, eventualmente, teria morrido como mártir. Outra tradição afirma que ele teria morrido de causas naturais. No entanto, essas suposições não possuem um base histórica consistente.

A verdade é que não se sabe ao certo o que aconteceu com Lázaro depois disso. No entanto, seu testemunho levou muitas pessoas a crerem em Jesus, e isso é o mais importante.

Pr. Marcelo Teixeira Mallet
Pr. Marcelo Teixeira Mallet
Bacharel em Teologia com ênfase em Teologia Histórico-Sistemática e Aconselhamento pelo Seminário Teológico de Gramado (RS, Brasil) e Mestrando em Estudos Teológicos pelo Seminário Teológico Baptista de Lisboa (Portugal). Pastor batista desde fevereiro de 1994.