O que a Bíblia diz sobre traição no casamento?

O sétimo Mandamento é “não adulterarás” (Deuteronômio 5:18). A traição no casamento é um pecado muito sério, que destrói famílias. O casamento é uma aliança sagrada onde duas pessoas prometem ser fiéis um ao outro até a morte, perante Deus e os homens. A traição quebra essa aliança e desrespeita o cônjuge, os filhos e Deus. É um ato detestável a Deus.

Eu traí, que devo fazer?

Quem comete adultério precisa se arrepender e parar de trair. O que fez foi muito errado e poderá ter muitas consequências negativas. Mas Deus perdoa quem se arrepende e dá uma segunda chance (1 João 1:9).

Quando uma pessoa se arrepende de sua traição, o mais correto será pedir perdão ao seu cônjuge (e à pessoa com quem adulterou). Sempre que possível, é bom procurar reconciliação com o cônjuge, especialmente se tiverem filhos. Isso é muito difícil e doloroso mas é a coisa mais correta a fazer.

Fui traído, que faço?

O mais importante é perdoar. Uma traição é uma coisa terrível que nunca deveria acontecer e a pessoa traída tem todo direito de se sentir triste e zangada. Mas se a pessoa guardar rancor, isso só vai destruir sua vida. Liberar perdão é muito importante para seguir em frente.

Veja aqui: traição tem perdão? Como perdoar uma traição?

O casamento é muito importante. Se a pessoa que traiu se arrepende e quer consertar o relacionamento, é bom dar uma segunda chance. Mas se realmente não der certo, Deus permite o divórcio em caso de infidelidade. Ele não quer ver ninguém preso dentro de um relacionamento humilhante e dolorosa, mas quer consolar e restaurar sua vida (Isaías 61:1-3).