O que a Bíblia diz sobre a guerra?

Deus permite a guerra, porém não é o que Ele planejou desde do princípio. Um dos significados do nome de Deus é: Senhor dos exércitos. O Antigo Testamento praticamente descreve um cenário de guerra.

Guerrear significa provocar problemas, confusão e agressão contra alguém ou contra um povo. Ao longo dos anos a humanidade vem vivenciando vários tipos de guerra, seja ela de grande magnitude, como as guerras mundiais, ou de menor dimensão, como as guerras frias, civis, milícias, etc...

Guerra na Bíblia

A Bíblia relata diversas histórias de guerras. Em muitas delas havia o interesse de restabelecer a justiça ou o direito (defesa) de determinado povo. Outras vezes, tratava-se do interesse ambicioso de usar a força para opressão, castigo ou dominação.

No caso de Israel, Deus chamou o povo à guerra várias vezes, lutando com eles, por causa da corrupção e degradação moral do povo inimigo (Deuteronômio 1:30). Israel está localizado numa região geopolítica de grande interesse estrangeiro, o que tornava suscetível a inúmeras tentativas de dominação externa.

Em algumas situações, Deus permitia que o povo de Israel fosse derrotado na guerra, devido à sua desobediência e rebeldia. Muitas guerras do Antigo Testamento eram uma forma de Deus trazer castigo sobre um povo.

Por outro lado, na maioria das vezes, a guerra é a consequência do egoísmo, avareza e fome de poder do homem, resultando na miséria daqueles que estão envolvidos direta e indiretamente. Muitas atrocidades são cometidas na guerra, mesmo quando a causa é "justa".

Origem das guerras

As guerras procedem dos desígnios (desejos ou ambições) do interior humano. Jesus mesmo disse que é do coração que procedem os males que corrompem o homem Marcos 7:21-22. O apóstolo Tiago sinaliza também sobre essa procedência:

De onde vêm as guerras e contendas que há entre vocês?
Não vêm das paixões que guerreiam dentro de vocês?
Tiago 4:1

A maldade no coração humano ambiciona e promove ações combativas e não pacíficas. Esse ímpeto mau está sempre provocando guerras:

Livra-me, Senhor, dos maus; protege-me dos violentos,
que no coração tramam planos perversos e estão sempre provocando guerra.
Salmos 140:1-2

Em toda a história vemos que a ânsia por poder, opressão e domínio estão no cerne da origem de muitos conflitos. Muitas estratégias, quer sejam justas ou injustas, causam impasses e desacordos que só são resolvidos pelo uso da força.

Tipos de guerra

Ao longo dos tempos, mundo tem assistido a vários tipos de guerras, tais como:

  1. Guerra entre povos ou países - Onde os governantes desejam aumentar os seus territórios, conquistar e dominar para ampliação econômica, tecnológica, religiosa ou comercial.
  2. Na igreja - quando as divisões, partidarismos, diferentes interpretações e opiniões provocam disputas e conflitos entre irmãos.
  3. No trabalho - Quando o egoísmo e a ganância (ambição por promoções, status, etc) falam mais alto que a ética e o espírito de equipe.
  4. Na família - quando os seus membros não entendem o seu papel e combatem em vez de amar e respeitar.
  5. Guerra espiritual - quando lutamos contra nossa carne, o mundo e o Diabo - veja aqui: o que a Bíblia fala sobre batalha espiritual?

Resposta bíblica contra a Guerra

A Paz de Cristo é a solução contra as guerras do mundo. Em oposição à todo tipo de violência, destruição e morte, a Bíblia nos aconselha o caminho da Paz. Somos orientados a ter paz com todos os homens, no que depender de nós - Romanos 12:18.

  • Deus dará fim às guerras

Essa é a esperança futura que temos: Deus porá fim a toda contenda no mundo Isaías 2:4. Pela fé, esperamos um novo tempo em que não haverá mais morte, nem dor Apocalipse 21:4. As Escrituras afirmam que somente Deus pode pôr fim às guerras do mundo inteiro:

Ele dá fim às guerras até os confins da terra; quebra o arco e despedaça a lança, destrói os escudos com fogo.
"Parem de lutar! Saibam que eu sou Deus! Serei exaltado entre as nações, serei exaltado na terra. "
O Senhor dos Exércitos está conosco; o Deus de Jacó é a nossa torre segura.
Salmos 46:9-11

  • Sabedoria e bom senso valem mais do que as armas bélicas

Melhor é a sabedoria do que as armas de guerra, mas um só pecador destrói muitas coisas boas.
Eclesiastes 9:18

  • Atuação dos Pacificadores

Jesus chama de felizes aqueles que são promotores da paz:

Bem-aventurados os pacificadores, pois serão chamados filhos de Deus.
Mateus 5:9

Ora, é em paz que se semeia o fruto da justiça, para os que promovem a paz.
Tiago 3:18

  • Não ter medo

Também somos aconselhados a ter coragem quando ouvimos sobre rumores de guerras:

Não desanimem nem tenham medo quando ouvirem rumores na terra; um rumor chega este ano, outro no próximo, rumor de violência na terra e de governante contra governante.
Jeremias 51:46

  • Não fazer justiça com as próprias mãos

Meus amados, não façam justiça com as próprias mãos, mas deem lugar à ira de Deus, pois está escrito: "A mim pertence a vingança; eu é que retribuirei, diz o Senhor."
Romanos 12:19

  • Vencer o mal com o bem

Não se deixe vencer pelo mal, mas vença o mal com o bem.
Romanos 12:21

  • Sinal da aproximação do Fim dos tempos

Jesus advertiu-nos sobre as guerras e rumores de guerras:

Vocês ouvirão falar de guerras e rumores de guerras, mas não tenham medo. É necessário que tais coisas aconteçam, mas ainda não é o fim.
Mateus 24:6

  • Buscar e Orar pela paz

Afaste-se do mal e faça o bem; busque a paz com perseverança.
Salmos 34:14

Mas eu lhes digo: Amem os seus inimigos e orem por aqueles que os perseguem...
Mateus 5:44

Conclusão

Por causa da maldade humana, a guerra é um problema real de nosso mundo. As forças militares de um país podem ser usadas para o bem, para proteger as pessoas e garantir a paz, ou para o mal, para oprimir e destruir. Jesus avisou que no fim dos tempos muitas nações se levantariam contra outras (Mateus 24:6-7). Devemos promover a paz mas também precisamos estar conscientes que sempre haverá conflitos onde o pecado reina.

Ore e aja em favor da Paz

A guerra é resultado da cobiça, inveja e prazeres que militam dentro de cada um, levando o homem a buscar e satisfazer os seus desejos. Por isso, é muito importante prestar atenção aos alarmes que as circunstâncias nos trazem e quais as nossas reações. Busque ser mais parecido com Jesus Cristo, trabalhando pela sua causa, com as armas que Ele nos deu: a fé, esperança e amor.
Ore para que o Reino de Deus venha e seja implementado nos corações dos governantes e das nações com justiça e paz.

Reflita...

Você é alguém que apazigua situações ou que causa conflitos constantemente? O que você pode fazer, no seu possível, para manter a paz onde você está inserido? Você costuma orar pela paz? Aconselha e fala com mansidão? Pede perdão e perdoa com facilidade?

Lembre-se: no que depender de você, tenha paz com todos.

Leia aqui mais: o que é inimizade na Bíblia?