O que a Bíblia diz sobre a morte? Por que morremos?

A morte é a consequência da desobediência para com Deus. Essa rebelião contra Deus teve um resultado negativo que começou com Adão e Eva e foi imputada a todos nós (Romanos 5:14).

Deus não tem prazer na morte do homem. Ele não nos criou para morrer mas sim para ter uma vida eterna, porém o pecado fez com que isso não fosse mais possível (Ezequiel 18:32). A morte física é um processo que todos irão passar, por isso é muito importante reavaliar a vida diariamente e tomar a decisão correta.

A morte é o salário do pecado (Romanos 6:23), ou seja é o resultado para quem peca. Ela é a separação física do homem com a terra. Mas, mais que isso, ela pode levar à separação eterna do homem com Deus, se não houver um arrependimento verdadeiro por parte do homem.

Veja aqui mais: o salário do pecado é a morte - o que isso significa?

Essa separação eterna é a morte espiritual, que é a mais grave e importante, pois é a separação definitiva d'Ele. Jesus se descreveu como "a vida" em João 14:6. Ele veio para que as pessoas tenham vida e vida abundante. Ele demonstrou o Seu poder sobre a morte, ressuscitando algumas pessoas (como por exemplo, o seu amigo Lázaro).

Jesus venceu a morte (1 Coríntios  15:55), e todos aqueles que acreditam n'Ele, também vencerão! Quando cremos em Jesus e nos arrependemos, ele nos dá uma nova vida, que não pode ser destruída pela morte. Ainda vamos morrer mas, em Jesus, temos a promessa que um dia vamos ressuscitar e viver eternamente.

Veja também: o que acontece depois da morte?

A morte deve levar o homem a refletir sobre a vida para:

  1. Fazer uma reavaliação dos seus atos e atitudes.
  2. Parar com o pecado habitual que pratica.
  3. Buscar o bem estar e valorizar as pessoas que ama.
  4. Temer a Deus (que é a reflexão mais importante).