Qual é o significado da parábola do joio e do trigo?

A parábola do joio e do trigo é uma explicação da paciência e da justiça de Deus. O joio representa os filhos do diabo e o trigo os filhos de Deus. No Juízo Final, Deus separará os salvos dos condenados mas, até lá, ambos crescem juntos no mesmo mundo.

Jesus contou a parábola do joio e do trigo para nos ajudar a entender a justiça de Deus. Na parábola, um homem plantou trigo em seu campo mas, de noite, seu inimigo plantou joio na plantação. Quando as espigas brotaram, os servos viram que crescia joio entre o trigo (Mateus 13:24-26).

Os trabalhadores queriam arrancar logo o joio, para não prejudicar o crescimento do trigo mas o dono disse para esperarem pela colheita (Mateus 13:28-30). Nessa altura, o joio seria colhido e lançado no fogo, mas o trigo seria guardado no celeiro.

Veja também: o que é uma parábola?

O que é joio?

Joio é uma planta que se parece muito com o trigo quando brota. Mas, enquanto a semente do trigo serve para fazer farinha para produzir pão, a semente do joio não é boa para comer. Em meio a um campo de trigo, o joio é uma erva daninha.

Seria natural querer tirar o joio do meio do trigo, porque era um empecilho para o crescimento do trigo. O joio roubaria espaço e alimento ao trigo. Mas, antes de amadurecer, o joio é muito difícil de distinguir do trigo. Ainda por cima, suas raízes e seus ramos se misturariam com o trigo. Por isso, seria muito difícil arrancar o joio sem arrancar algum do trigo.

O joio e o trigo amadurecem mais ou menos na mesma época e, nessa altura, se tornam distintas. Suas espigas crescem de forma diferente. Então, o joio pode ser arrancado com segurança, porque o trigo também está pronto para a ceifa.

Descubra aqui: o que é o Juízo Final?

O significado da parábola

Jesus explicou o significado da parábola do joio e do trigo. Ele contou que o semeador é ele próprio, que planta a boa semente, que cresce nos filhos do Reino. O inimigo é o diabo e o joio são os filhos dele. O campo onde os dois foram semeados é o mundo (Mateus 13:37-39).

Durante esta vida, todos vivem e crescem juntos. Viver como cristão não significa se separar do resto do mundo. Isso nem sequer é possível! O joio se espalha em todos os lugares, até dentro da igreja, e por vezes consegue ser confundido com trigo. Mas o cristão verdadeiro tem uma natureza diferente, em Jesus.

Deus é paciente conosco. Ele não destrói todos os injustos logo, para não destruir os justos junto com eles. Ele espera pela hora certa, quando Seus filhos estarão prontos para a eternidade.

No fim dos tempos se verá quem é trigo e quem é joio (Mateus 13:40-42). Deus trará todos a julgamento e as pessoas dedicadas ao pecado serão castigadas, junto com o diabo. Mas os filhos de Deus viverão com ele para sempre, em glória! - Mateus 13:43