O que é o Sermão da Montanha?

O Sermão da Montanha, também conhecido como Sermão do Monte, é o conjunto de ensinamentos principais que Jesus deu aos seus discípulos. Esses ensinamentos são conhecidos como o Sermão da Montanha porque Jesus tinha o hábito de ensinar no monte, onde havia mais espaço. O Sermão da Montanha mostra como o cristão deve viver.

Podemos encontrar o Sermão da Montanha no evangelho de Mateus, nos capítulos 5 a 7. O sermão começou quando Jesus viu a multidão e decidiu subir a um monte para ensinar (Mateus 5:1-2). No Sermão da Montanha, Jesus ensinou sobre sete coisas:

1. Quem é abençoado por Deus

Jesus começou seu sermão com as famosas “bem-aventuranças”, explicando como pessoas com certas virtudes serão abençoadas por Deus. Em vez de concentrar na sabedoria ou na força humana, Jesus abençoou aqueles que sofrem e são desprezados por amor a Deus. Aqueles que amam Jesus sofrerão mas, no fim, serão recompensados (Mateus 5:11-12).

Os seguidores de Jesus, além de serem abençoados, são chamados também para serem bênção. Assim como o sal dá sabor à comida e a candeia ilumina a casa, os crentes devem abençoar as pessoas à sua volta.

Veja aqui: o que significa ser sal da terra e luz do mundo?

2. A Lei de Deus e a atitude do cristão

Jesus que explicou que ele veio cumprir a Lei de Deus na perfeição (Mateus 5:17-18). Os mandamentos de Deus são muito mais que regras exteriores. O coração é tão importante quanto as ações. Assim, odiar o irmão é tão errado quanto matar o irmão e cobiçar ou divorciar para casar com outra pessoa é igual a cometer adultério.

Os seguidores de Jesus devem procurar um padrão mais alto, que começa no coração e depois se reflete nas ações. Devem amar os inimigos, perdoar em vez de procurar vingança e serem sempre honestos, sem necessidade de fazer juramentos.

3. Ajudar os pobres, oração e jejum

No Sermão da Montanha, Jesus explicou que as boas ações devem ser feitas por amor a Deus, não por querer a admiração de outras pessoas. Por isso, quem ama a Deus deve ser discreto quando ora, jejua ou dá esmolas (Mateus 6:1).

Jesus também ensinou como orar, com a oração do Pai Nosso. Ele explicou que Deus ouve as orações de quem crê e não desiste. Ele tem muitas coisas boas para dar aos Seus filhos. Mas Ele também espera que Seus filhos peçam e aprendam a perdoar.

Veja também: o que significa a oração do Pai Nosso?

4. As preocupações da vida

O Sermão da Montanha ensina a se preocupar mais com as coisas de Deus. Quem põe Deus em primeiro lugar não precisa ter medo do futuro, porque Deus vai suprir as necessidades. É melhor procurar as bênçãos espirituais que concentrar apenas nas coisas terrenas, que logo passam (Mateus 6:19-21).

5. Julgar os outros

A hipocrisia é um grande perigo, que todo seguidor de Jesus deve evitar (Mateus 7:1-2). Quem aponta o erro de outra pessoa deve primeiro se examinar a si mesmo, porque poderá estar se condenando também!

Leia aqui: o que Deus diz sobre julgar as pessoas?

6. Falsos profetas

Jesus explicou que a chave para identificar falsos profetas é por seus frutos (Mateus 7:15-16). Os verdadeiros servos de Deus darão bons frutos mas os enganadores serão revelados por suas vidas erradas.

Descubra aqui como reconhecer falsos profetas.

7. O melhor alicerce para a vida

As palavras de Jesus são como uma rocha, onde quem é sensato constrói sua casa. Outras pessoas, que confiam em outros ensinamentos, ignorando a verdade de Jesus, não têm bases sólidas e não resistirão quando vierem as tempestades da vida. Essa é a conclusão do Sermão do monte: quem segue os ensinamentos de Jesus ficará firme (Mateus 7:28-29).

Partes dos ensinamentos do Sermão da Montanha são repetidos em várias outras partes dos quatro evangelhos. Jesus provavelmente repetia seus discursos, porque era muito importante que as pessoas se lembrassem desses ensinamentos.