O que é o karma? A Bíblia fala sobre karma?

O karma é uma crença hindu e budista que ensina que nossas ações acabam sempre por ter consequências, seja nesta vida ou em outra reencarnação. A Bíblia não fala sobre karma e diz que a reencarnação não existe, mas ensina que nossas ações têm consequências.

No Hinduísmo e no Budismo, o karma tem um papel muito importante na vida de uma pessoa. O karma é a lei que garante o equilíbrio entre o que fazemos e o que nos acontece. Por exemplo, se alguém faz uma coisa boa, de acordo com a lei do karma, mais tarde ou mais cedo vai receber algo bom. Mas se fizer algo ruim, as consequências vão ser ruins.

Mas nem tudo que fazemos tem consequências na hora. De acordo com a crença do karma, as consequências vão chegar, mas pode ser muito mais tarde. Por exemplo, uma pessoa pode fazer coisas ruins e morrer sem receber o que merecia. Mas em uma próxima reencarnação, essa pessoa receberá as consequências. É assim que a lei do karma explica algumas das injustiças aparentes no mundo, como o sofrimento de inocentes.

O karma é visto de maneiras diferentes no Hinduísmo e no Budismo. Em geral, no hinduísmo, o objetivo é gerar mais karma positivo para reencarnar em uma posição melhor, procurando se aproximar mais dos deuses. No budismo, o objetivo é se libertar da lei do karma e da reencarnação, porque viver é sofrer.

Veja aqui: o que é o Budismo? Os budistas acreditam em quê?

O karma e a Bíblia

A Bíblia ensina que nossas ações têm consequências (Gálatas 6:7) mas a justiça de Deus é muito diferente da lei do karma. O karma é uma força impessoal, uma regra do universo sem sentimentos que age de forma meio arbitrária. Deus aplica a justiça de maneira intencional, com amor e cuidado. Tudo que Ele faz é no tempo certo.

O karma está muito ligado à crença na reencarnação. As consequências que uma pessoa não recebeu em uma vida podem vir em outra. Mas, como a pessoa nem se lembra de suas vidas anteriores, essa regra é muito injusta! A Bíblia ensina que temos somente uma vida e depois disso seremos julgados por Deus para recebermos o que merecemos na eternidade (Hebreus 9:27-28). A reencarnação não existe.

De acordo com o ensino do karma, as pessoas nascem em condições melhores ou piores por causa das consequências de suas vidas passadas. A Bíblia diz que há injustiça porque o mundo está amaldiçoado pelo pecado. O pecado gera injustiça. Nem sempre é culpa de quem está nessa situação (Eclesiastes 9:11).

A verdade é que nossos erros pesam mais que nossas boas ações. Quem acredita no karma passa a vida toda tentando chegar a um equilíbrio de contas mas não consegue. No fim, pode ter feito um grande esforço mas isso não garante que a próxima reencarnação vai ser boa. O ciclo eterno de reencarnação (ou a luta contra ele) não tem esperança.

A Bíblia apresenta uma perspetiva diferente da justiça. Cada um colhe as consequências de suas decisões e ações, nesta vida e na eternidade (Romanos 2:6-8). Por causa da injustiça no mundo, nem sempre recebemos as consequências nesta vida mas na eternidade Deus restaurará toda a justiça. Só há um problema: não conseguimos “compensar” nossos pecados com boas ações.

Leia também: o que é a lei da semeadura? É bíblica?

Felizmente, Deus nos ama! Por isso, Ele enviou Jesus para levar o castigo em nosso lugar. Agora, todos podemos ter acesso à alegria na eternidade. Somente precisamos crer em Jesus como nosso salvador e dar nossa vida a ele (João 3:16). Quem vive para Jesus faz o bem porque é certo, não para tentar ganhar o favor do universo ou equilibrar seu karma.