O que é um hissopo?

Hissopo é uma planta - citada na Bíblia - que era utilizada em rituais de purificação pelos judeus.

Por ter folhas que absorvem líquido, o hissopo era amarrado em forma de molho e utilizado como uma espécie de brocha. Era muito utilizado para aspergir - respingar - liquido, seja água, sangue ou vinagre.

A textura do hissopo é semelhante às folhas de hortelã, ásperas e com um bom aroma. Devido a essas características, o hissopo era utilizado em rituais de purificação, no tratamento de leprosos e na preparação do cadáver para o sepultamento, entre outras utilidades.

Hissopo
O hissopo dá flores de cor violeta

Hissopo no Antigo Testamento

No Antigo Testamento temos algumas citações sobre o hissopo e como era utilizado. Quando Deus tirou o povo hebreu do Egito, recomendou que utilizassem o hissopo para passar o sangue nas bordas de suas portas, para que o anjo não matasse seus filhos (Êxodo 12:22-23).

Também encontramos o uso do hissopo nas instruções em Levítico de como tratar uma pessoa com lepra (Levítico 14:4, Levítico 14:6 e Levítico 14:51-52). No livro de Números encontramos o hissopo nas instruções do cerimonial de purificação dos hebreus (Números 19:6 e Números 19:18).

O hissopo também foi fruto de estudo botânico do rei Salomão (1 Reis 4:33) e também foi citado no verso poético de Salmos 51:7.

Saiba: Quem foi o rei Salomão?

Hissopo no Novo Testamento

A citação mais emblemática sobre o hissopo no Novo Testamento tem a ver com a crucificação de Jesus. Quando Cristo teve sede, os soldados embebedaram uma esponja com vinagre e colocaram numa vara de hissopo para alcançar a boca de Jesus (João 19:29).

Veja também: Por que Jesus morreu na cruz?

A segunda citação se encontra em Hebreus 9:19, em que Paulo fala acerca do ritual de purificação na época de Moisés, onde o hissopo era utilizado para aspergir o sangue do sacrifício.