O que é circuncisão na Bíblia?

A circuncisão era uma pequena cirurgia feita em todos os meninos judeus, que representava sua pertença ao povo judeu e à aliança de Deus. Quem não fosse circuncidado não era considerado judeu. A circuncisão foi um sinal estabelecido por Deus para o povo judeu.

Esta é a aliança que vocês guardarão entre mim e vocês e a sua descendência: todos do sexo masculino que estão no meio de vocês deverão ser circuncidados.
Gênesis 17:10

Deus estabeleceu a circuncisão quando fez Sua aliança com Abraão. Deus prometeu abençoar Abraão e ser seu Deus, se ele obedecesse aos Seus mandamentos. A circuncisão era um sinal que a pessoa era descendente de Abraão e também fazia parte da aliança (Gênesis 17:9-11).

Como era feita a circuncisão entre os judeus

O menino que tem oito dias será circuncidado entre vocês. Todos do sexo masculino nas suas gerações devem ser circuncidados, também o escravo nascido em casa e o comprado de qualquer estrangeiro, que não for da sua linhagem. Deve ser circuncidado o que nasceu em sua casa e o que você comprou com dinheiro. A minha aliança estará na carne de vocês e será aliança perpétua.
Gênesis 17:12-13

Quando o menino judeu completava oito dias de vida, era realizada uma cerimônia onde se retirava um pequeno pedaço de pele, chamado prepúcio, do órgão genital masculino. Esse procedimento não causava danos físicos (em alguns casos é até benéfico para a saúde), mas servia como sinal que a criança pertencia ao povo de Deus. Ficaria sempre uma marca no seu corpo para lhe lembrar.

Por que só homens eram circuncidados?

Só os homens eram circuncidados porque o homem era considerado o líder espiritual de sua família. Quem era circuncidado tinha a responsabilidade de obedecer a Deus e ensinar a sua casa, os seus filhos a obedecerem ao Senhor(Deuteronômio 6:6-7). As mulheres não eram circuncidadas mas também faziam parte da aliança, juntamente com seus pais, irmãos e maridos.

Outros povos também praticam a circuncisão mas não de acordo com a Bíblia. Em algumas culturas representa uma ligação religiosa; em outras culturas é um ritual de passagem para a vida adulta. Alguns povos também praticam circuncisão feminina, que é muito diferente da circuncisão masculina. A circuncisão feminina é cruel e muito perigosa para a saúde.

Histórias e curiosidades sobre circuncisão no Antigo Testamento

1. Abraão, o patriarca da circuncisão

Abraão com 99 anos foi circuncidado no mesmo dia que seu filho Ismael, com 13 anos (Gênesis 17:23-27). Ele obedeceu a Deus, cumprindo a sua parte na aliança, circuncidando a todos de sua casa e a si próprio.

2. A circuncisão e queda da cidade de Siquém

Essa passagem narra a emboscada que dois filhos de Jacó, armaram contra Siquém, por causa da honra de sua irmã, Diná. Siquém, filho do governador da cidade, se apaixonou por Diná e violentou-a. Quando souberam disso, os filhos de Jacó convenceram Siquém e os homens daquela cidade a circuncidarem-se. No 3º dia em que se recuperavam da cirurgia, Simeão e Levi atacaram a cidade, mataram todos os homens, como vingança pela desonra da irmã (Gênesis 34:1-31).

3. Moisés e a circuncisão de Gérson

Por causa da circuncisão, Moisés foi chamado de "esposo sanguinário" pela sua mulher (Êxodo 4:24). A passagem de difícil interpretação, sugere que o primogênito de Moisés ainda não havia sido circuncidado. Provavelmente esse incumprimento se deu pela reprovação da mãe, Zípora. Mas depois da drástica intervenção de Deus, ela própria circuncidou o filho numa estalagem, à caminho do Egito.

4. Josué circuncida toda uma geração

Depois da conquista de Canaã pelo povo de Israel, Deus ordenou que Josué fizesse facas de pedras e circuncidasse todos os homens (Josué 5:2-8). Aquela 2ª geração de israelitas que havia saído do Egito, ainda não tinha sido circuncidada no deserto. Já na terra prometida, toda a população masculina foi circuncidada, cumprindo a aliança com o Senhor.

Circuncisão no Novo Testamento

Na Nova Aliança, com a vinda do Senhor Jesus Cristo, a circuncisão já não é uma exigência pactual. A circuncisão física da aliança com Abraão serviu apenas como um símbolo da aliança espiritual que o cristão tem com Cristo, pela fé.

A circuncisão era um sinal de que Abraão já possuía fé e de que Deus já o havia declarado justo, mesmo antes de ele ser circuncidado. Portanto, Abraão é o pai daqueles que têm fé mas não foram circuncidados. Eles são considerados justos por causa de sua fé.
Romanos 4:11

"Circuncisão" era também o nome que os judeus, principalmente do partido dos judaizantes, receberam por advogar a necessidade da circuncisão para os não judeus convertidos ao cristianismo (Atos 10:45, Romanos 3:30, Tito 1:10).

Jesus foi circuncidado?

Sim, Jesus foi circuncidado no seu oitavo dia de vida (Lucas 2:21). Jesus cumpriu toda a Lei e isso incluía todas as cerimônias judaicas instituídas por Deus no Velho Testamento.

Mas observe, Jesus nunca ordenou a circuncisão. Essa é uma cerimônia da velha aliança que não é preciso mais cumprir. Quando Jesus morreu e ressuscitou, Ele nos libertou da necessidade de cumprir todas as cerimônias exteriores de purificação (Atos dos Apóstolos 15:9-11).

Descubra aqui: como foi a infância de Jesus?

O cristão deve ser circuncidado?

Não, o cristão não deve ser circuncidado. Mesmo no Velho Testamento a circuncisão era apenas um sinal exterior, que nunca salvou ninguém. A circuncisão não tinha significado se a pessoa não obedecesse a Deus (Romanos 2:25).

No Novo Testamento, no início da Igreja houve muito debate sobre se os cristãos deviam ser circuncidados. Alguns judeus que tinham se convertido ao cristianismo achavam que sim, mas outros achavam que não (Atos dos Apóstolos 15:1-2). Os apóstolos discutiram o assunto e chegaram à conclusão que a circuncisão não era necessária.

Veja também: como era a igreja primitiva?

O significado bíblico da circuncisão

Imagem pai e filhos judeus abraçados - Deuteronomio 30:6 - circuncisão do coração

O sinal físico e íntimo no corpo do homem (judeu) era um sinal da comunhão que este e a sua casa tinham com o soberano Senhor. Do mesmo modo, em Jesus Cristo, todos (judeus e não judeus) podemos ter uma comunhão íntima e verdadeira com Deus. Pela fé, recebemos o selo do Espírito Santo em nosso coração, que é a confirmação da nossa aliança com Deus.

Judeu verdadeiro é quem o é no íntimo, e circuncisão verdadeira é a do coração, feita pelo Espírito, e não pela letra da lei, recebendo assim a aprovação de Deus, e não das pessoas.
Romanos 2:29

A circuncisão do coração

É a circuncisão espiritual dos fiéis ao Senhor. Essa circuncisão é feita por meio da fé no coração daqueles que confiam e obedecem ao Senhor. Tanto na Antiga quanto na Nova Aliança ela é a mostra verdadeira do amor e compromisso dos filhos de Deus.

Portanto, circuncidem o coração de vocês e deixem de ser teimosos.
Deuteronômio 10:16

A Bíblia explica que o mais importante é a “circuncisão do coração”. Deus se preocupa com o interior, não com cerimônias exteriores. Quem tem o coração marcado pela presença de Jesus Cristo faz parte da Nova Aliança e é verdadeiramente circunciso (Filipenses 3:3).

A aparência exterior não afeta o interior, mas o interior afeta a vida toda. Por isso o cristão não precisa nem deve se circuncidar exteriormente. Mas marcar o seu coração com a presença de Cristo (Colossenses 2:11).

Leia mais: O que é uma aliança com Deus?