O que significa a hora nona? Como o tempo era contado na Bíblia?

A hora nona, quando Jesus morreu, era por volta das 3 horas da tarde. Na época da Bíblia não havia relógios e as pessoas contavam o tempo de forma diferente. Em vez de contar as horas a partir da meia-noite ou do meio-dia, normalmente se contava o tempo a partir do nascer e do pôr do sol.

Atualmente, muitas traduções vêm com as horas traduzidas de acordo com nosso relógio moderno. Mas algumas traduções mantêm as horas como eram contadas no tempo da Bíblia. É por isso que aparecem referências à hora terceira, sexta ou nona, e às diferentes “vigílias da noite”.

O relógio judaico

Na cultura judaica, o dia começava e terminava ao pôr do sol, não à meia-noite. Por exemplo, o sábado começava ao por do sol de sexta-feira e terminava ao por do sol do sábado. As duas principais divisões do dia eram as horas sem sol (noite) e as horas com sol (dia). Essas duas metades do dia eram divididas em 12 horas cada.

Horas do dia

O nascer do sol era cerca das 6h da manhã, por isso, no nosso relógio as horas judaicas seriam aproximadamente:

  • Hora primeira - 7h da manhã
  • Hora segunda - 8h da manhã
  • Hora terceira - 9h da manhã
  • Hora quarta - 10h da manhã
  • Hora quinta - 11h da manhã
  • Hora sexta - meio-dia
  • Hora sétima - 1h da tarde
  • Hora oitava - 2h da tarde
  • Hora nona - 3h da tarde
  • Hora décima - 4h da tarde
  • Hora décima primeira - 5h da tarde
  • Hora décima segunda - 6h da tarde (pôr do sol)

Horas da noite

A noite também era dividida em 12 horas, seguindo o mesmo padrão que as horas do dia, a partir do pôr do sol (por volta das 6h da tarde). Mas essa não era a única medida usada para dividir a noite. Também se contava o tempo em vigílias. Os judeus dividiam a noite em três vigílias, enquanto que os romanos dividiam em quatro.

Vigílias da noite - judaico:

  • 1ª vigília - das 6h da tarde (pôr do sol) às 10h da noite
  • 2ª vigília - das 10h da noite às 2h da manhã
  • 3ª vigília - das 2h da manhã às 6h da manhã (nascer do sol)

Vigílias da noite - romano:

  • 1ª vigília - das 6h da tarde (pôr do sol) às 9h da noite
  • 2ª vigília - das 9h da noite à meia-noite
  • 3ª vigília - da meia-noite às 3h da manhã
  • 4ª vigília - das 3h da manhã às 6h da manhã (nascer do sol)

Como quase ninguém usava relógios para medir o tempo com exatidão, todas essas horas eram aproximadas, de acordo com o lugar do sol e das estrelas no céu. Por isso, no verão, as horas do dia duravam mais tempo e, no inverno, as horas da noite eram mais longas. As divisões do dia eram apenas uma referência geral, porque a sociedade estava organizada à volta do tempo de sol, não de horas exatas.

Veja também: Deus criou o mundo em sete dias?

A que horas Jesus foi crucificado?

Jesus foi crucificado entre as 9h da manhã e o meio-dia e morreu cerca das 3h horas da tarde. Enquanto Jesus estava na cruz, houve trevas desde o meio-dia (a hora sexta) até às 3h da tarde (hora nona) - Mateus 27:45. Como ninguém tinha relógio, essas eram todas horas aproximadas. Para João, o início da crucificação parecia mais próximo do meio-dia (João 19:14), mas segundo Marcos foi mais próximo das 9h da manhã (Marcos 15:25).

Descubra aqui: como foi a morte de Jesus na cruz?

O calendário judaico

Os judeus também tinham um calendário diferente do nosso. Eles seguiam um calendário lunar, com alguns ajustes para ficar sincronizado com o calendário solar (que nós seguimos). Assim, cada mês começava com a lua nova. O ano novo religioso era por volta de Março ou Abril e os meses tinham nomes diferentes:

  1. Nisã (ou Abibe) - Março/Abril - mês da festa da Páscoa
  2. Iyar (ou Ziv) - Abril/Maio
  3. Sivã - Maio/Junho - mês da festa do Pentecoste
  4. Tamuz - Junho/Julho
  5. Av - Julho/Agosto
  6. Elul - Agosto/Setembro
  7. Tisrei (ou Etanim) - Setembro/Outubro - mês da festa dos Tabernáculos e do Dia da Expiação
  8. Chesvan (ou Bul) - Outubro/Novembro
  9. Quislev - Novembro/Dezembro
  10. Tebete - Dezembro/Janeiro
  11. Sebate - Janeiro/Fevereiro
  12. Adar - Fevereiro/Março