Qual o significado do Candelabro na Bíblia?

O candelabro é um dos mais antigos símbolos da religião judaica. O candelabro ou menorah em hebraico, é um castiçal com uma coluna do centro da qual saem seis hastes, totalizando sete braços (Êxodo 25:31-32). 

Segundo os judeus, o candelabro remete aos olhos de Deus que sondam toda a terra. Na interpretação cristã o castiçal de ouro aponta para Cristo e sua igreja que é a luz do mundo (Mateus 5:14-16).

O primeiro castiçal foi produzido por Moisés que seguiu rigorosamente as instruções dadas por Deus no Monte Sinai (Êxodo 25:40). O candelabro era um objeto inteiriço de ouro puro e batido. Na extensão de cada braço havia uma cavidade onde era depositado o azeite junto ao pavio. O candelabro tinha o peso aproximado de 35 quilos (Êxodo 25:39). O castiçal ficava no tabernáculo, posicionado dentro do Santo Lugar e era a única peça que iluminava o espaço. 

O candelabro na Bíblia

Na Bíblia existem algumas referências relativas ao candelabro. A primeira passagem está em Êxodo 25:31-40, que aborda a instrução de Deus para a produção do candelabro. O segundo trecho encontra-se em Êxodo 37:17-24, que atesta a execução da peça.

Outro episódio que envolve o candelabro encontra-se no livro de Zacarias. O profeta teve uma visão de um candelabro de ouro com sete lâmpadas e sete bicos para as lâmpadas. Havia um reservatório para o azeite na parte superior e duas oliveiras ao lado do candelabro (Zacarias 4:1-2). Ao perguntar o que significavam as lâmpadas, o anjo disse a Zacarias: "Estas sete lâmpadas são os olhos do Senhor, que sondam toda a terra" (Zacarias 4:10). 

Bíblia de Cervera. Representação de um Menorah num códice hebraico do século XIII.
Bíblia de Cervera. Representação de um menorah em um códice hebraico do século XIII.

No primeiro capítulo do livro de Apocalipse, o Apóstolo João teve a visão de sete candelabros de ouro em Apocalipse 1:12. Nesta visão, as sete lâmpadas representavam as sete igrejas primitivas da Ásia (Apocalipse 1:20).

Veja: Quais são as 7 igrejas do Apocalipse?

Apesar de ser um utensílio judaico, algumas igrejas cristãs utilizam o candelabro como um ornamento. Muitos cristãos associam o candelabro aos sete espíritos de Deus escritos no livro de Apocalipse.

O termo 'sete espíritos de Deus' representa a plenitude do Espírito Santo e estão citados em quatro trechos do livro de Apocalipse: Apocalipse 1:4-5Apocalipse 3:1, Apocalipse 4:5 e Apocalipse 5:6.

No livro de Isaías, o profeta escreveu que o Espírito Santo repousaria sobre o Messias e destacou sete características do Espírito Santo: “Repousará sobre ele o Espírito do Senhor, o Espírito de sabedoria e de entendimento, o Espírito de conselho e de fortaleza, o Espírito de conhecimento e de temor do Senhor" (Isaías 11:2). 

Saiba: O que são os 7 espíritos de Deus

O candelabro para os Judeus

A menorah é um dos principais símbolos judaicos, sua luz representa a luz eterna da Torá, o livro sagrado para os judeus. As sete luzes também representam os sete dias da criação do mundo.

Atualmente, a menorah constitui o símbolo do Estado de Israel, juntamente com a Estrela de Davi. A menorah foi reintroduzida em 1948 (proclamação do Estado de Israel) como símbolo nacional do povo judeu e da identidade de Israel. 

Saiba: O que é a Torá?

Emblema do Estado de Israel.
Emblema do Estado de Israel.

A partir do dia 25 do mês de Kislev do calendário judaico - equivalente ao mês de Dezembro - há uma celebração chamada Hanukkah, Festa das Luzes ou da Dedicação. A festa celebra a vitória da luz sobre a escuridão, a reconquista da terra e do templo.

No século II a.C, Israel estava sobre domínio de outros povos. Com isso o templo foi profanado, foram realizados sacrifícios pagãos pelos selêucidas que também introduziram imagens de deuses gregos no templo.

Saiba mais: O que é o Hanukkah?

Depois de uma grande revolta e um levante bem sucedido dos macabeus, os judeus retomaram o templo. Uma tradição antiga conta que, ao acenderem a menorah para realizarem o processo de purificação do templo, constataram que havia azeite para manter o candelabro aceso por apenas um dia. Milagrosamente a menorah ficou acesa oito dias, todo o tempo da purificação do templo.

No período da Festa das Luzes, as famílias acendem um candelabro de nove braços chamado hanukiah, que remete ao milagre da menorah e da reconquista do templo. A vela central é utilizada para acender as oito velas nos seus respetivos dias.