O que é o Hanukkah?

Hanukkah é uma festa judaica que celebra a nova dedicação do templo em Jerusalém, depois que o rei da Síria tentou destruir o Judaísmo. Os acontecimentos que deram origem à festa de Hanukkah não estão na Bíblia mas a festa já era celebrada no tempo de Jesus. Hanukkah é também conhecido como a festa das luzes ou da dedicação.

A festa de Hanukkah dura uma semana, a partir do dia 25 do mês de Kislev, no calendário judaico. No nosso calendário, isso significa que, dependendo do ano, pode cair em qualquer altura desde o final de novembro até o final de dezembro. Durante a festa, à noite, as famílias judaicas acendem as velas de um candelabro chamado menorá.

Ao longo da semana de Hanukkah, os judeus oferecem presentes às crianças, se reunem com a família, comem coisas fritas e fazem orações especiais. É um tempo para agradecer a Deus e mostrar sua devoção.

O que o Hanukkah celebra?

O Hanukkah celebra a restauração da adoração a Deus no templo de Jerusalém, no tempo entre o Antigo e o Novo Testamentos.

O povo de Israel viveu durante muito tempo debaixo do domínio de outros povos. Quando voltaram do exílio na Babilônia, os judeus reconstruíram o templo, que tinha sido destruído por Nabucodonosor. Mas alguns povos que dominaram a região não gostavam da fé judaica.

No século II a.C., Israel estava debaixo do domínio da Síria, um país vizinho. Um rei da Síria, chamado Antíoco IV Epifânio, decidiu transformar toda a região ao estilo grego, banindo o Judaísmo. Isso gerou muito descontentamento entre os judeus, que já não podiam adorar a Deus como a Bíblia ordenava. Antíoco transformou o templo de Deus em um templo a Zeus e chegou até a sacrificar um porco (um animal muito impuro para os judeus) sobre o altar!

Uma família, que ficou conhecida como a família dos Macabeus, liderou uma revolta contra Antíoco e o derrotou. Quando expulsaram o exército sírio, os judeus purificaram o templo e voltaram a dedicá-lo a Deus, no dia 25 do mês de Kislev. É por isso que o Hanukkah também é conhecido como a festa da dedicação, ou purificação.

Algumas fontes contam que aconteceu um milagre na dedicação do templo. Por causa da profanação do templo, os sacerdotes somente encontraram um jarro de óleo consagrado, que poderia ser usado para acender o candelabro que ficava no santuário. Somente havia óleo para um dia mas durou uma semana inteira, até conseguiram produzir mais óleo consagrado. Os judeus acendem um candelabro no Hanukkah, a festa das luzes, para lembrar desse milagre.

A história de Hanukkah está contada no livro apócrifo de Macabeus.

Qual é a importância de Hanukkah na Bíblia?

O Hanukkah era apenas uma festa menor no tempo de Jesus. Deus instituiu três festas principais para os judeus: a Páscoa, o Pentecoste e a festa das Cabanas. Hanukkah não era uma ordenança de Deus mas servia para agradecer a Deus por Seu livramento.

A única referência ao Hanukkah na Bíblia está em João 10:22-23. Jesus, sendo judeu, celebrava essa festa, embora não fosse tão importante como as três principais. Mas não há nenhuma referência a algum cristão celebrando Hanukkah na igreja. Entre os cristãos, tornou-se tradição celebrar nessa altura do ano o nascimento de Jesus, a luz do mundo.