Pirataria é pecado?

A pirataria é uma forma de furto, que é pecado (Deuteronômio 5:19). Mas a questão da pirataria é muito complexa e não tem respostas fáceis. Hoje em dia existem várias alternativas legais à pirataria.

O que é pirataria?

Pirataria é utilizar um produto sem autorização. Esse produto pode ser um livro, um filme, uma música, um programa de computador... A lei protege o criador do produto, que tem o direito de receber dinheiro por divulgar seu trabalho. Quem pirateia o produto age contra esse direito do autor.

Piratear um produto para vender com lucro é pecado. É ganho desonesto, porque a pessoa que criou o produto não recebe nada mas a pessoa que vende faz grande lucro (Jeremias 22:13). Muitas vezes o produto é uma imitação de má qualidade e quem compra também sai perdendo. Além de promover o ganho desonesto, comprar pirateado é se arriscar a comprar um produto ruim, perdendo dinheiro.

Veja também: crente pode assistir novelas?

E a pirataria para uso pessoal?

A pirataria para uso pessoal é um assunto muito complicado, porque acontece em todo lado. Por um lado, os produtos originais podem ser muito caros; por outro, não devemos roubar. O preço pode ser exagerado mas se o produtor não consegue pagar as despesas não poderá produzir mais.

As duas razões por que as pessoas pirateiam produtos para uso pessoal são:

  • porque quer – produtos de entretenimento, como filmes, livros e jogos, podem ser muito caros mas é melhor esperar e poupar dinheiro para comprar uma versão legal. Depois de algum tempo esses produtos costumam baixar de preço
  • porque precisa – estudantes principalmente têm o problema de precisar de livros ou programas de computador caros para a escola ou a faculdade. Mas antes de enveredar pela pirataria será bom procurar outras alternativas, como pedir emprestado ou ver os recursos que a escola oferece

Se você sentir que errou pirateando, peça perdão a Deus (1 João 1:9). Substitua aos poucos a pirataria por alternativas legais. Pode ser complicado de início mas sua consciência ficará mais leve.

Alternativas à pirataria:

Open Source

“Open source” significa “fonte aberta”. Produtos com licença “open source” foram criados para ser partilhados gratuitamente. Qualquer pessoa pode pegar num filme, livro, música ou programa “open source” e usá-la sem pagar. Existem muitos programas de computador “Open source” que são uma boa alternativa a programas pagos mais conhecidos. Basta fazer uma pesquisa na internet de alternativas “open source”.

Serviços gratuitos ou baratos legais

Existem várias empresas dedicadas a fornecer entretenimento barato ou gratuito, pagando direitos de autor aos criadores. Essas empresas trabalham através da internet e ganham dinheiro com a publicidade. Alguns serviços têm mensalidades muito baratas, porque seu mercado é o mundo inteiro.

Serviços legais, como Spotify (música) ou Netflix (filmes e séries), também são bons porque os produtos têm sempre boa qualidade, estão organizados e não têm vírus que estraga o computador.

Também é possível comprar livros e programas de computador através da internet a um preço mais baixo. E, claro, existem bibliotecas com livros, CDs e filmes. Use a criatividade e explore as alternativas legais à pirataria!