Qual é o significado de Jeová Jireh, Nissi, Rafa, Shamah, Kadesh?

Na Bíblia, Deus tem vários nomes e títulos, que explicam quem Ele é. A maioria das traduções da Bíblia traduzem esses nomes, para entendermos seu significado, mas alguns dos nomes em hebraico são usados em igrejas, músicas e outras coisas cristãs. Entender o que dizemos é importante, por isso vamos analisar alguns dos títulos mais conhecidos de Deus.

Jeová é uma tradução do nome com que Deus se apresentou a Moisés, quando o enviou para tirar os israelitas do Egito. Significa algo como “Eu Sou”. Ao longo do Antigo Testamento, o nome Jeová aparece em vários títulos de Deus, que nos mostram como Deus é. Como os judeus tinham o costume de substituir o nome Jeová por “Senhor”, em reverência ao nome de Deus, em muitas traduções Jeová aparece como “SENHOR”, em maiúsculas.

Descubra aqui mais sobre a origem e o significado de Jeová.

Jeová Jireh

Significado: "O Senhor Proverá", do original Yahweh-yir’eh - Gênesis 22:14.

Origem: Deus deu a Abraão um filho, chamado Isaque, na sua velhice. Mas um dia, quando Isaque ainda era menino, Deus mandou Abraão sacrificá-lo como holocausto. Por isso, Abraão levou Isaque para um monte e se preparou para matá-lo em sacrifício, para obedecer a Deus…

Na hora em que Abraão ia desferir o golpe fatal, Deus impediu-o. Seu objetivo era testar a dedicação de Abraão, não matar Isaque. Então Abraão viu um carneiro que Deus tinha providenciado e matou-o no lugar de seu filho. Depois ele chamou esse lugar de Jeová Jireh, ou “O Senhor Proverá”. Assim como Deus providenciou um carneiro para salvar Isaque, Ele também enviou Seu filho Jesus para se sacrificar em nosso lugar, levando nossos pecados.

Jeová Rafa

Significado: "O Senhor que Cura" ou "O Senhor que Sara", do original Yahweh Raph’eka - Êxodo 15:26

Origem: Depois que os israelitas saíram do Egito, debaixo do cuidado de Moisés, eles passaram muitos anos no deserto. Certa vez, caminharam três dias sem encontrar água e, quando encontraram, a água não era potável. Então Deus usou Moisés para purificar a água.

Nesse lugar, Deus novamente chamou os israelitas a obedecerem aos Seus mandamentos. Se eles fossem obedientes, Deus prometeu não trazer as doenças que tinham afligido os egípcios (nas dez pragas) sobre eles. Ele declarou que Ele é o Deus que Cura, Jeová Rafa. Ele não cura apenas doenças físicas, mas cura do pecado.

Veja aqui outros nomes de Deus e seus significados.

Jeová Nissi

Significado: "O Senhor é Minha Bandeira", do original Yahweh-nisi - Êxodo 17:15.

Origem: No tempo em que estiveram no deserto, os israelitas entraram em guerra com os amalequitas. Durante a batalha, Moisés ficou com as mãos erguidas, em oração. Enquanto tinha as mãos erguidas, os israelitas venciam mas, se baixasse os braços, começavam a perder. Por isso, quando Moisés ficou cansado (ele já era idoso), ele se sentou e dois homens seguraram em seus braços. Assim, os israelitas foram vitoriosos.

Quando tudo terminou, Moisés construiu um altar e lhe chamou Jeová Nissi, “O Senhor é Minha Bandeira”. Quem ama Jesus marcha debaixo da bandeira de Deus e tem a vitória assegurada contra o pecado e as forças do mal.

Jeová Shamah (Shammah ou Samá)

Significado: "O Senhor Está Aqui" ou "O Senhor está Presente", do original Yahweh-shamah - Ezequiel 48:35.

Origem: O livro de Ezequiel acaba com uma visão da nova Jerusalém, no fim dos tempos, quando todos os salvos vão morar no Céu e tudo será restaurado. A nova Jerusalém representa a nova vida com Deus, que será perfeita. Haverá um lugar para todos os escolhidos de Deus e teremos a vida eterna.

A nova Jerusalém receberá um novo nome: Jeová Shamar, “O Senhor Está Aqui”. No Céu, viveremos para sempre na presença de Deus, em comunhão íntima com Ele. Nunca mais vamos estar separados dele!

Jeová Shalom

Significado: "O Senhor é Paz", do original Yahweh-shalom.

Origem: Depois de receber o Anjo do Senhor, Gideão construiu um altar em honra a Deus em Orfa dos abiezritas dando este nome (Juízes 6:24).

O profeta Isaías ao declarar sobre o nascimento do Messias disse que ele também seria conhecido como "O Principe da paz" ou "Jeová-Shalom" (Isaías 9:6). Este título enfatiza o poder da presença de Deus. Ele é a nossa redenção, a verdadeira Paz está nele.

Jeová Sabaote (Sabaot, Sabaoth ou Tzevaoth)

Significado: “O Senhor dos Exércitos” ou "Senhor das Hostes Celestiais", do original Yahweh-tseva’ot.

Origem: Este título foi muito utilizado por Davi em seus salmos. O uso mais marcante do termo foi quando o pequeno Davi desafiou o Gigante Golias em nome do "Senhor dos Exércitos" (1 Samuel 17:45). A primeira citação do termo se encontra em 1 Samuel 1:3.

Jeová Sabaote aponta para onipotência de Deus. Um Deus vencedor, que lidera o seu povo e conquista a vitória. O povo de israel passou por diversas batalhas e a exemplo de Davi, o Senhor dos Exércitos era a principal referência. Podemos encontrar o termo nos cânticos de vitória entoados pelo rei Davi (Salmos 24:10).

Jeová Tsidkenu (ou Tsidquenu)

Significado: “O Senhor, Justiça nossa”, do original Yahweh-tsidqenu.

Origem: O termo foi utilizado pelo profeta Jeremias numa exortação ao governo do rei Zedequias (Jeremias 23:6), este que reinava de maneira injusta e "fazia o que era mau aos olhos do Senhor" (2 Reis 24:18-19). O termo Jeová Tsidkenu era um trocadilho com o nome de Zedequias que significava "Jeová é Justiça". Zedequias foi o último rei de Judá, foi deposto e levado para o exílio em Babilônia.

Cristo é a justiça que procede Deus (Filipenses 3:9). Jesus quando estava na terra governou o seu povo com justiça - não a lei dos homens - mas com a justiça dos céus. Pela Ele fomos libertos e recebemos redenção (1 Coríntios 1:30).

Jeová Elohim Yisra’el

Significado: "O Senhor é o Deus de Israel”, do original Jehovah Elohe Yisra'el.

Origem: Podemos encontrar este termo nos escritos poéticos da Bíblia. A primeira citação encontra-se no cântico de Débora em Juízes 5:3. Também podemos encontrar o mesmo termo sendo usado pelos profetas em Sofonias 2:9, Isaías 17:6 e pelo salmista em Salmos 59:5.

Jeová Kadesh (M'Kadesh, Mekaddesh ou Mecadishkem)

Significado: “O Senhor que santifica”, do original Yahweh-meqaddishkhem.

Origem: É um termo recorrente principalmente no Antigo Testamento. Costuma aparecer quando Deus está instruindo do seu povo afim de santificá-lo. Podemos encontrar o termo na instrução de Deus aos Israelitas quanto ao sábado (Êxodo 31:13, Ezequiel 20:12). Deus exorta seu povo afim de santificá-lo para usufruir das suas bênçãos (Levítico 20:8, Levítico 22:32).

Jeová Raah

Significado: “O Senhor é o meu Pastor” ou "O Senhor é o meu guia", do original Yahweh-Raah.

Origem: O termo ficou marcado pelo seu uso na abertura do Salmo 23 de Davi (Salmos 23:1). Também podemos encontrar esta expressão em Salmos 48:14, onde se refere ao Senhor como aquele que guia.

Jeová Nakeo

Significado: "O Senhor que destrói completamente o mal", do original Yahweh-Nakeo.

Origem: Nada nem ninguém é capaz de resistir ao poder de Deus. Esta expressão se encontra no livro profético de Ezequiel. O termo indica que Deus é poderoso e eficaz em agir contra o mal (Ezequiel 7:9).

Jeová Elyon

Significado: “O Senhor Altíssimo”, "O mais elevado", "Forte dos fortes", do original El Elyon.

Origem: É uma expressão utilizada para enfatizar a onipotência e a soberania de Deus (Salmos 7:17, Salmos 47:2), Ele está acima de tudo e de todos, no mais altíssimo trono. Ele é irredutível e soberano (Isaías 14:13).

Jeová El Gmolan (ou Gmola)

Significado: "O Senhor que recompensa", do original Yahweh-El Gmolan.

Origem: Nosso Deus retribuí. Podemos encontrar a expressão no livro de Jeremias quando se refere a destruição da Babilônia (Jeremias 51:56).