5 lições que podemos aprender no deserto

Várias pessoas na Bíblia passaram tempo no deserto, onde enfrentaram desafios e aprenderam lições importantes de Deus. Algumas épocas da vida são como um deserto: um lugar seco e quente, sem muita vida, difícil de suportar. Enfrentamos dificuldades e temos pouco alívio. No entanto, nesses tempos de passagem pelo “deserto”, podemos aprender lições valiosas, que vão transformar nossa vida:

deserto

1. Depender de Deus

No deserto não há comia nem água, sombra nem abrigo. O deserto é… deserto. Mas foi no deserto que o povo de Israel descobriu que seu sustento vem de Deus. Ele providenciou o maná e a água onde não havia nada (Deuteronômio 8:2-4). Ninguém passou fome. Deus cuidou de seu povo.

A verdade é que toda nossa vida depende de Deus. Mas, quando estamos em circunstância normais, muitas vezes nos esquecemos disso. Pomos nossa confiança em outras coisas, como o dinheiro, a família, a inteligência, a carreira, a felicidade … No deserto, as coisas em que confiamos falham. Temos de depender de Deus. Então vemos como Deus é poderoso e descobrimos que Ele está no controle. E, quanto mais dependemos de Deus, mais fortes ficamos.

Descubra aqui: o que é descansar em Deus?

2. Descobrir o que é essencial

João Batista vivia e pregava no deserto. Sua vida era muito simples, sem comodidades como roupas bonitas ou comida variada, mas ele não precisava dessas coisas (Mateus 3:3-5). Sua missão era mais importante. João Batista sabia o que era essencial: ter comunhão com Deus.

Quando passamos por uma fase que parece um deserto, podemos perder muitas comodidades da vida. As coisas que nos davam conforto e prazer falham e temos de aprender a viver com menos. Mas é então que descobrimos que muitas das coisas que achamos essenciais são desnecessárias. Vivendo com muito ou com pouco, o que é realmente essencial é seguir Jesus. Somente Deus dá sentido para nossa vida e nos sustenta, mesmo nas horas mais difíceis. Quando centramos toda nossa vida em Jesus, encontramos paz e contentamento em todas as circunstâncias.

3. Vencer a tentação

Antes de começar seu ministério, Jesus foi levado pelo Espírito para o deserto, onde foi tentado pelo diabo. Ele enfrentou todo tipo de tentação mas não pecou, usando a palavra de Deus para vencer o diabo (Lucas 4:1-4). Depois que venceu a tentação no deserto, Jesus teve um ministério cheio de poder.

No deserto, somos confrontados com a realidade do pecado. Temos uma escolha: sucumbir ao pecado ou dedicar a vida a Jesus. Não há lugar para esconder, temos de admitir nossas fraquezas a Deus e encontrar força nele para superar a tentação. Quando encontramos essa força em Deus, saímos do deserto muito mais preparados para tudo que nossa vida tem pela frente.

Veja aqui: como vencer a tentação?

4. Resolver nossos problemas

Quando Elias foi para o deserto, ele não estava bem. Ele tinha realizado milagres incríveis diante de todo o povo de Israel mas, em vez de ver um grande avivamento, Elias foi ameaçado de morte! No deserto, ele pediu para morrer mas Deus o levou a um monte, falou com ele e restaurou Elias (1 Reis 19:9-11). Quando saiu do deserto, Elias tinha uma nova visão e estava pronto para continuar sua missão como profeta.

Por vezes circunstâncias difíceis nos empurram para um deserto emocional e espiritual. Nos sentimos acabados, sem mais força para nada e só queremos fugir da situação. Mas Deus nos leva para o deserto para nos restaurar. O sofrimento do deserto é o lugar onde podemos nos encontrar a sós com Deus e ouvir melhor Sua voz nos consolando. Ele nos ajuda a confrontar nossos problemas e a consertar o que está errado em nossa vida. Se deixamos Deus agir no nosso tempo no deserto, saímos restaurados, mais fortes e prontos para novos desafios.

Descubra o significado  maravilhoso de "vinde a mim todos que estais cansados".

5. Ter esperança

Nos 40 anos que o povo de Israel vagou no deserto, houve um homem que não perdeu sua esperança em Deus: Josué. Ele se manteve fiel a Deus durante todo o tempo no deserto e não desistiu (Números 14:6-9). Não foi fácil, mas ele nunca se esqueceu de quanto Deus já tinha feito por ele e, por fim, ele liderou o povo na conquista da terra prometida.

A verdadeira esperança não morre no deserto. Quando vem a dificuldade, aprendemos a confiar em Deus, lembrando de todas as coisas que Ele já fez no passado. Se Deus sempre foi fiel, Ele vai continuar nos ajudando, mesmo no deserto. Na hora mais difícil, quando não vemos a saída, descobrimos se realmente cremos em Deus. Ele vai nos ajudar a sair do deserto, rumo à vitória. E, quando tivermos saído do deserto, nossa esperança em Deus será muito mais firme.