O que significa "maldito o homem que confia no homem"?

A passagem “maldito o homem que confia no homem” é um aviso sobre o perigo de colocar pessoas no lugar de Deus. Podemos confiar nas pessoas mas precisamos lembrar que todos somos falhos. Somente Deus nunca falha.

Jeremias 17:5-6 nos ensina que não é bom buscar força apenas nas pessoas, achando que isso é suficiente. Sem Deus, nenhuma ajuda humana nos vale. Não podemos substituir Deus com outras pessoas. Rejeitar a Deus para pôr nossa confiança toda no homem é estúpido e resulta em maldição.

Por outro lado, a pessoa que confia em Deus é abençoada (Jeremias 17:7-8). Somente Deus nos garante a segurança que precisamos. Na hora da necessidade, outras pessoas podem falhar mas Deus nunca nos abandona. Por isso, Deus deve ser o centro de nossas vidas e devemos pôr toda nossa confiança nele.

Então não podemos confiar no homem?

A Bíblia diz que não devemos ter a mesma confiança no homem que temos em Deus. Podemos (e precisamos) confiar em pessoas ao longo da vida. Mas não devemos elevar as pessoas à posição de Deus. Devemos dar às pessoas a confiança que merecem.

Deus merece toda nossa confiança, em todo tempo, porque Ele nunca falha (Salmos 20:7-8). Mas não podemos ter essa confiança total no homem. Se nós cometemos erros, todas as outras pessoas no mundo cometem erros! Achar que alguém é infalível é retirar seu direito de estar errado. Essa confiança é injusta para nós e para a pessoa em quem colocamos nossa confiança.

Veja também: o que Deus diz sobre a união?

Apesar disso, não podemos viver sempre desconfiados de toda a gente. Isso não é saudável nem correto. A confiança é uma das bases essenciais para qualquer bom relacionamento entre pessoas. Muitas vezes Deus usa as pessoas em nossas vidas para nos ensinar, corrigir, orientar e encorajar. Na medida correta, a confiança é muito boa!