Quem foi Manassés?

Duas pessoas famosas tiveram o nome Manassés na Bíblia: o primeiro filho de José do Egito e um dos reis de Judá. Uma das 12 tribos de Israel também se chamava Manassés, porque o filho de José era seu patriarca.

Manassés, o fundador de uma tribo

Depois que se tornou primeiro-ministro do Egito, José casou e teve dois filhos: Manassés e Efraim (Gênesis 41:50-52). Manassés era o filho mais velho mas seu avô Jacó deu a bênção de filho mais velho a Efraim. Jacó profetizou que os descendentes de Efraim seriam mais poderosos que os descendentes de Manassés (Gênesis 48:19-20).

Leia aqui a história de Efraim.

Cada um dos filhos de Jacó se tornou uma tribo de Israel. Manassés e Efraim foram adotados por Jacó, cada um se tornando uma tribo, em vez de serem apenas uma (José). Apesar da bênção maior ir para Efraim, os descendentes de Manassés também se tornaram uma tribo muito grande.

Depois que Israel saiu do Egito e chegou à terra prometida, a tribo de Manassés recebeu uma grande porção da terra, porque tinha muitas famílias. Metade de Manassés ficou no território a Este do rio Jordão e outra metade ficou do lado Oeste.

A tribo de Efraim teve mais líderes e pessoas poderosas. No entanto, a tribo de Manassés também produziu um grande líder: Gideão.

Veja aqui a história de Gideão.

Manassés, rei de Judá

Outro Manassés famoso foi um dos rei de Judá. Depois do reinado de Salomão, Israel se dividiu em dois reinos: Judá, a sul, governado pelos descendentes de Davi, e Israel, a norte, governado por quem fosse mais forte. No tempo de Manassés, o reino de Israel já tinha sido destruído pelos assírios e restava apenas o reino de Judá.

Manassés foi o rei de reinou mais tempo em Judá – 55 anos. Ele era filho de Ezequias, um rei temente a Deus, que lutou contra a idolatria. Mas Manassés não era como seu pai. Ele abandonou a Deus e cometeu muitos pecados.

Manassés construiu muitos altares idólatras, até mesmo dentro do templo de Deus! Ele se envolveu em feitiçaria e queimou seu próprio filho em sacrifício (2 Reis 21:5-6). Manassés também matou muitas pessoas inocentes e levou o povo de Judá a fazer muitas coisas terríveis.

Veja também: o que Deus diz sobre idolatria?

Por causa de tudo que Manassés fez, Deus prometeu destruir Jerusalém e trazer desgraça sobre todo o país. Deus enviou profetas para avisar Manassés do castigo, mas ele não prestou atenção (2 Reis 21:10-12). Então Deus permitiu que Manassés fosse capturado pelos assírios.

Os assírios levaram Manassés preso para a Babilônia (2 Crônicas 33:10-11). Lá, ele teve uma mudança de coração, se humilhou e buscou a Deus. Será que havia solução para um homem tão ruim? Sim!

Deus ouviu Manassés e o trouxe de volta a Jerusalém (2 Crônicas 33:12-13). Então Manassés começou a desfazer tudo que tinha feito antes. Ele tirou os ídolos do templo e restaurou o altar de Deus. Manassés passou a adorar somente a Deus.

No entanto, o mal já estava feito. O povo continuou na idolatria e Manassés não conseguiu reverter todo o mal que tinha causado. Depois que Manassés faleceu, seu filho Amom se tornou rei e continuou na prática de idolatria e outros pecados, que acabaram por levar à destruição de Jerusalém.