Quem foi Arão?

Arão foi o primeiro sumo-sacerdote de Israel e o irmão mais velho de Moisés. Ele serviu como porta-voz de Moisés e o apoiou no seu ministério. Todos os sacerdotes de Israel foram descendentes de Arão.

Quando Deus mandou Moisés voltar para o Egito para libertar seu povo, Moisés não quis ir porque não falava bem. Por isso, Deus estabeleceu Arão como porta-voz de Moisés (Êxodo 4:14-16). Arão introduziu seu irmão aos líderes de Israel e os dois foram falar com o faraó. Deus usou Arão e Moisés para trazer pragas sobre o Egito e libertar os escravos hebreus.

Veja também: quem foi Moisés na Bíblia?

Arão, o sumo-sacerdote

No deserto, Arão continuou sendo porta-voz de Moisés para o povo. Quando o povo se rebelou contra Moisés, Arão ficou do seu lado e Deus revelou que Arão tinha direito de liderar. Os 12 líderes das tribos de Israel colocaram suas varas no tabernáculo e, no dia seguinte, a vara de Arão floresceu e deu amêndoas maduras. A vara de Arão ficou guardada na Arca da Aliança como aviso contra a rebelião (Números 17:10-11).

Quando os israelitas chegaram ao monte Sinai, Deus escolheu Arão e seus filhos como sacerdotes. Arão seria o sumo-sacerdote (o chefe dos sacerdotes) e apenas seus descendentes poderiam servir como sacerdotes perante Deus. Como sumo-sacerdote, Arão oferecia sacrifícios a Deus pelos pecados do povo.

As falhas de Arão

Arão não era perfeito. Ele cometeu alguns erros em sua vida. Quando Moisés ficou muitos dias no monte Sinai sem voltar, o povo exigiu um ídolo para seguir. Então Arão, para acalmar o povo, criou um bezerro de ouro. Arão ainda tentou levar o povo a adorar a Deus mas perdeu o controle e eles se entregaram à idolatria e à devassidão (Êxodo 32:5-6). Por causa desse pecado, três mil israelitas foram mortos.

Em outra ocasião, Arão e sua irmã Miriã criticaram Moisés por se ter casado com uma mulher estrangeira (Números 12:1-2). Eles falaram contra Moisés e Deus ouviu isso e feriu Miriã com lepra. Então Arão implorou a Moisés para orar por Miriã e Deus a curou.

Porém, Arão era fiel a Deus e normalmente fazia a coisa certa. Ele intercedia por seu povo diante de Deus e defendia seu irmão diante do povo. Quando Deus matou dois de seus filhos por sua má conduta, Arão aceitou a justiça de Deus.

A morte de Arão

Uma vez Arão e Moisés desobedeceram a Deus diante de todo o povo. Por causa disso, Deus não os permitiu entrar na terra prometida.

Arão era muito idoso quando Deus avisou que ele iria morrer. Obedecendo a Deus, Arão, seu filho Eleazar e Moisés subiram o monte Hor e Moisés tirou as vestes de sumo-sacerdote de Arão e os colocou em Eleazar. Assim, Eleazar se tornou o novo sumo-sacerdote (Números 20:24-26). Arão morreu no monte Hor e todo o povo ficou de luto por ele durante 30 dias.