Quem foi João Batista?

João Batista foi o último dos profetas que anunciaram a vinda de Jesus. Ele era primo de Jesus e preparou o caminho para seu ministério.

O Antigo Testamento dizia que um profeta viria um pouco antes do Messias, para anunciar que ele estava chegando (Isaías 40:3). Esse profeta foi João Batista. Ele pregou o arrependimento e preparou as pessoas para a mensagem de Jesus.

O nascimento de João Batista

O pai de João Batista era Zacarias, um sacerdote idoso. Ele e sua esposa Isabel, que era prima de Maria, eram tementes a Deus mas não podiam ter filhos.

Um dia, Zacarias foi escolhido para oferecer incenso no interior do santuário de Deus. No santuário, ele viu o anjo Gabriel, que lhe disse que ele teria um filho chamado João. Gabriel explicou que o menino seria cheio do Espírito Santo desde o nascimento e teria um ministério muito importante (Lucas 1:16-17).

Incrédulo, Zacarias perguntou como seria possível, porque ele e Isabel eram idosos. Gabriel o repreendeu por sua falta de fé e Zacarias ficou mudo até o nascimento de seu filho. Os parentes queriam chamar o menino Zacarias mas Isabel insistia que seu nome era João. Então Zacarias escreveu “seu nome é João” e ele voltou a falar (Lucas 1:62-64).

João Batista cresceu e ficou forte. Ele viveu no deserto até começar seu ministério, não bebia álcool, vestia roupa de pêlos de camelo e comia gafanhotos e mel.

Veja também: quem foram os essênios? A Bíblia fala neles?

O ministério de João Batista

João Batista andava pela região do rio Jordão e pregava que as pessoas precisavam se arrepender de seus pecados para serem perdoadas. Ele avisava que Deus pune o pecado e que ninguém iria escapar só por ser judeu de nascimento. Era preciso se arrepender e viver de maneira que agrada a Deus (Lucas 3:7-9).

A pregação de João atraiu muitas pessoas e ele ficou com vários discípulos. João batizava quem se arrependia no rio Jordão, como sinal de sua purificação do pecado. Algumas pessoas pensavam que ele era Messias mas ele explicava que alguém maior que ele estava chegando, que iria batizar com o Espírito Santo (Marcos 1:7-8).

Um dia Jesus chegou para ser batizado. João não quis, porque sabia que Jesus era superior a ele, mas Jesus insistiu. Quando João batizou Jesus, ele viu uma pomba descer e uma voz proclamar que Jesus era o Filho de Deus. A partir de então, João passou a anunciar Jesus como o Messias (João 1:29-31).

Veja aqui: como foi o batismo de Jesus?

A morte de João Batista

João Batista confrontou o rei Herodes por seu adultério com a esposa de seu irmão e seus outros pecados. Mas, em vez de se arrepender, Herodes ficou zangado e lançou João na prisão.

Herodes tinha medo de matar João, porque ele tinha o apoio do povo. Mas um dia ele fez um juramento mal pensado à filha da mulher com quem adulterava e foi obrigado a lhe dar a cabeça de João Batista (Mateus 14:6-10). João foi decapitado na prisão mas seu legado continuou vivo. Seu trabalho preparou os corações do povo para receber Jesus.