Quem foi Nabucodonosor?

Pr. Marcelo Teixeira Mallet
Revisão por Pr. Marcelo Teixeira Mallet
Pastor Batista

Nabucodonosor foi o rei mais poderoso do império babilônico. Ele conquistou o reino de Judá e destruiu Jerusalém. O profeta Daniel serviu na corte do rei Nabucodonosor.

Nabucodonosor reinou sobre a Babilônia durante mais de 40 anos e conquistou várias nações. Também realizou muitas obras de construção na cidade de Babilônia. Muitos artefatos arqueológicos e documentos históricos contam sobre seus feitos e confirmam os relatos da Bíblia.

Veja também: segundo a Bíblia, o que é a Babilônia?

Nabucodonosor na Bíblia

A Bíblia conta como Nabucodonosor conquistou o reino de Judá. Na sua primeira campanha contra o Egito, Nabucodonosor invadiu Judá e obrigou o rei Jeoaquim a se tornar seu vassalo (2 Reis 24:1). Ele levou alguns jovens da nobreza de Judá, incluindo Daniel e seus amigos, para a Babilônia.

Três anos depois, Jeoaquim se rebelou contra Nabucodonosor. Entretanto, Jeoaquim morreu e seu filho Joaquim subiu ao trono. Nabucodonosor sitiou Jerusalém e Joaquim se rendeu. Nabucodonosor levou Joaquim e todas as pessoas importantes de Jerusalém para a Babilônia (2 Reis 24:15). Foi nessa ocasião que o profeta Ezequiel também foi levado para a Babilônia. Também levou muitos tesouros, deixando apenas as pessoas mais pobres.

Nabucodonosor colocou Zedequias, tio de Joaquim, no trono de Judá. Nove anos depois, Zedequias se rebelou e Nabucodonosor sitiou Jerusalém novamente. O cerco durou quase dois anos! Por fim, em 586 AC, Nabucodonosor invadiu a cidade, capturou Zedequias e após matar os seus filhos, vazou os seus olhos, e o levou como prisioneiro para a Babilônia, com quase o resto do povo de Judá (Jeremias 52:10-11).

Nabucodonosor destruiu o templo de Deus e a cidade de Jerusalém (2 Reis 25:8-10). Também mandou matar muitos oficiais israelitas, incluindo alguns sacerdotes.

Nabucodonosor e Daniel

Daniel e seus amigos se tornaram importantes na corte de Nabucodonosor, porque Deus lhes deu muita sabedoria e inteligência (Daniel 1:18-20).

No segundo ano de seu reinado, Nabucodonosor teve um sonho que o inquietou. Nenhum dos magos do reino conseguiram dar uma interpretação. Então Deus revelou o sonho e sua interpretação a Daniel. Ele explicou a Nabucodonosor que o sonho era sobre o futuro do império babilônico. Nabucodonosor ficou impressionado com o poder de Deus e elevou Daniel a governante da província da Babilônia (Daniel 2:47-49).

Descubra aqui: qual é o significado da estátua de Nabucodonosor?

Algum tempo depois, Nabucodonosor criou uma imagem de ouro e ordenou que todos os oficiais do império se prostrassem diante dela. Os amigos de Daniel, Sadraque, Mesaque e Abede-Nego, como servos do Senhor, se recusaram a adorar a imagem.

Nabucodonosor ficou furioso com eles e mandou lançá-los numa fornalha muito quente. Olhando para a fornalha, Nabucodonosor observou os três homens de pé com uma quarta pessoa, que parecia um “filho dos deuses” (Daniel 3:24-25). Os três saíram ilesos da fornalha e Nabucodonosor ficou maravilhado!

Mais tarde, Nabucodonosor se tornou muito arrogante, devido os seus feitos.

Nabucodonosor teve outro sonho. Daniel interpretou novamente o sonho e lhe anunciou que ele ficaria louco, durante “sete tempos”, caso não se arrependesse de seus pecados (Daniel 4:27). Nabucodonosor ignorou Daniel e, um ano depois, ficou louco. A expressão "sete tempos" é de difícil interpretação. A maioria dos comentaristas bíblicos acreditam que esses "sete tempos" teriam sido sete anos. Nesse período, Nabucodonosor se comportou como um animal até que reconheceu a soberania de Deus.

Nabucodonosor se arrependeu da sua arrogância e deu glória a Deus, sendo restituído a sua posição (Daniel 4:36-37).

Pr. Marcelo Teixeira Mallet
Revisão por Pr. Marcelo Teixeira Mallet
Bacharel em Teologia com ênfase em Teologia Histórico-Sistemática e Aconselhamento pelo Seminário Teológico de Gramado (RS, Brasil) e Mestrando em Estudos Teológicos pelo Seminário Teológico Baptista de Lisboa (Portugal). Pastor batista desde fevereiro de 1994.